Terça-feira, 22 de Junho de 2010

UM PRESENTE DA RÁDIO ANJO DE LUZ - MANTRAS‏

 Você
gosta de Mantras? Se sim, baixe o arquivo pelo rapidshare, ele está
compactado no winrar e tem mantras maravilhosos que transmitimos as
vezes na rádio.


 





PRESENTINHO DA RÁDIO - MANTRAS

LINK: http://rapidshare.com/files/381952495/Anjo_de_Luz.rar

 

Você pode encontrar outros cds para download gratuito na página da Rádio.

http://www.anjodeluz.net/radio/radio.htm


A partir de julho a RÁDIO ANJO DE LUZ passará de 100 ouvintes simultaneos para OUVINTES ILIMITADOS!!!
Você que colabora clicando nos anuncios e/ou adquirindo livros e cds em nossa lojinha, saiba que sua ajuda sempre reverte em BENEFÍCIO DA LUZ!! Informação de Luz, Música de Luz!!!!

beijos e alegria sempre!

Fada San
tel 62 33312938
fadasan@anjodeluz.com.br

 

publicado por luzdecuraeamor às 21:50
link | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Junho de 2010

IMPORTANTE MENSAGEM PARA OS TRABALHADORES DA LUZ



 


Amados filhos Eu Sou Sananda, e venho dar uma importante mensagem para os filhos da luz (Trabalhadores da Luz) sem exceção, todos os filhos de Gaia e os filhos de outras casas do universo são filhos da luz, saiam da visão distorcida da dualidade. Olhem as mensagens dadas com olhos da verdade, enxerguem a essência e entendam que as teorias de medo, dor e ódio são teorias a respeito das qualidades desunificadas, saibam que quando existe desequilíbrio a dualidade se fortalece e quando existe a unidade a dualidade se torna uma só, tudo se equilibra nos pratos da balança e tudo se torna luz.

Amados, entendam que após as mudanças que a terra e vocês estão passando, vocês não verão anjos e flores, vocês terão que trabalhar dentro e fora de vocês, limpar a sujeira que espalharam por aí e limpar a vossa casa também. Desejo que não dIstorçam as nossas palavras, pois sei que muitos ainda são comandados pelos seus egos e nem se dão conta dos julgamentos que fazem.

Quando falamos em julgamentos estamos falando a respeito de tudo, cuidado com o que colocam dentro de vossos seres e prestem atenção no que escolhem para si mesmos. Olhem e parem para pensar em quais consequências suas escolhas tem para vocês e para os que os cercam, e quando não douramos a pílula, vocês duvidam e dizem: seres de luz não falam desta maneira, pois
falamos a verdade da forma real que ela é, muitos não enxergam por causa de suas traves em seus olhos, limpem as vossas moradas de carne, que são vossos corpos e purifiquem os seus universos, que são vossas mentes e sentimentos, limpem as vossas criações, que são vossas emoções, palavras, desejos e atos. Sejam honestos com vocês mesmos e com os outros também e assumam as vossas realidades, se purifiquem.

É com muito amor que eu digo estas palavras para vocês, pois desejamos que todos vocês:

Evoluam e sejam luz constantemente.

Na fonte vocês foram concebidos.

E com a fonte em vós vocês permanecem, mas voltem para a sua origem, manifestem a fonte em vós, se religuem a vossa luz, há muito tempo viemos pedindo estas coisas para vocês. Cuidem–se, fiquem em paz, e se amem.

Eu Sou Sananda em vós e para vós!

Assim como era no principio agora e para sempre!

Selah!



Canalização do grupo Somos Luz em Ação – 14/06/2010
http://somosluzemacao.blogspot.com/

publicado por luzdecuraeamor às 21:51
link | comentar | favorito
Domingo, 6 de Junho de 2010

PRÁTICA DA CASCATA DE LUZ


 PRÁTICA DA CASCATA DE LUZ

(Para ativação do chacra frontal) 



Observações: Esta prática também auxilia na limpeza e purificação do corpo físico e da aura. Para realizá-la, dê preferência a um ambiente calmo onde você não seja interrompido.

Se você mora com outras pessoas, avise-as que estará ocupado pelos próximos cinco ou dez minutos (depende do tempo de seu relaxamento) e que retornará se alguém lhe procurar ou telefonar.

Selecione uma música tranqüilizante e deixe tocando durante toda a prática. Para este exercício, recomendo uma música que o faça sentir-se protegido, confortável e confiante. Caso não tenha, o exercício pode ser realizado com qualquer outra música, desde que seja tranqüilizante e favoreça a meditação.

Se puder, trabalhe em ambiente de penumbra, com um abajur, ou se preferir utilizar vela, lembre-se sempre de acomodá-la bem, e longe de madeiras, panos ou papéis, para que não haja risco de incêndio caso você durma logo após a pratica.

Prefira fazer suas práticas sem brincos, pulseiras ou relógios, sem roupas apertadas. 

PRÁTICA

1. Volte sua atenção para o chacra frontal (situado entre as duas sobrancelhas). Esqueça o resto de seu corpo. É como se você existisse somente neste ponto de seu corpo.

2. Utilizando o poder de sua mente, visualize uma cascata de luz branca fluorescente, jorrando de seu chacra frontal. Visualize que essa "água de luz" sai de seu chacra frontal e escorre por dentro de seu corpo, limpando-o e purificando-o. Medite com esta visualização pelo tempo que achar necessário.

3. Mentalize o ambiente onde você se encontra, e visualize-o iluminado, com o brilho refletido por esta água.

4. Se quiser, mentalize uma pessoa que você saiba que esteja precisando, e envolva-a com esta luz branca. Se não tiver ninguém em mente, apenas visualize esta luz branca sendo enviada a todos as pessoas que estiverem precisando.

5. Sinta-se bem!


- Chrys Altran -
São Paulo, 26 de abril de 2004.


P.S.: Ao trabalharmos com o chacra frontal é possível acontecer lampejos ou flashs esbranquiçados, forte "formigamento" na região, ou uma espécie de sensação de "buraco" no local. É considerado uma reação normal ao estímulo deste chacra.
Se você quer verdadeiramente ativar este chacra, é necessário uma real dedicação nos trabalhos e exercícios energéticos, continuamente. Para este exercício, recomendamos, no mínimo, seis meses de prática diária. 


publicado por luzdecuraeamor às 19:51
link | comentar | favorito

Oração para a Energia da Abundancia da Sexta Dimensão

 

 

Querido Deus Pai/Mãe, e Mestre Jesus, peço que facilitem o processo de alinhamento de todo o meu campo eletromagnético, todo o meu sistema de chacras e em todos os níveis e em todas as dimensões, paralelas e alternadas, com a energia da abundância dentro da sexta dimensão que atualmente está sendo criada.

Peço aos poderosos criadores da vida que existe, que me tragam a todos os meus corpos sutis,incluindo meu corpo físico, meu corpo emocional, meu corpo mental desta vida e de qualquer outra vida, a um alinhamento perfeito e harmonioso com esta energia da abundância sustentada dentro da sexta dimensão.

Peço que todas as energias da natureza da consciência, do subconsciente e inconsciente conectadas à limitação, ao temor, à carência e ao sofrimento do meu ser atual e a todos os seres paralelos e alternados, sejam desconectados, desmantelados e separados imediatamente harmoniosamente e de maneira perfeita e milagrosa.

Ordeno que o fluxo puro e divino do amor, jubilo, paz, harmonia, auto estima, auto amor, auto aceitação, êxito em toda a sua forma absoluta, abundante e qualquer outro aspecto de abundância que a minha alma acredita que é parte do meu ser, que venha a manifestação imediata de acordo com a mais elevada vontade de minha alma em estado de graça, de maneira perfeita, harmoniosa e milagrosa.

Eu aceito, conscientemente, que me liberte de todos os pensamentos de temor, atitudes de temor, condicionamentos, percepções e atitudes do estado de consciência de vítima.

Eu aceito, conscientemente, libertar de todos os níveis - consciente, subconsciente e inconsciente, nesta vida e em todas as vidas paralelas e alternativas, programação genética, do estado da consciência da pobreza, estado de consciência de vítima, estado da consciência do amor egocentrico que tem feito gerado experiências limitativas nesta vida e em qualquer outra vida que tenha vivido.

Eu aceito, conscientemente, viver em harmonia e aceito o alinhamento com padrão divino que o Deus Pai/Mãe criou para mim mesmo, no princípio da minha existência e ordeno que este padrão do amor divino, da Luz Divina, da Sabedoria Divina, do Poder Divino, do Conhecimento Divino e da Verdade Divina se faça UNO comigo AGORA e recebo a graça de maneira perfeita, harmoniosa e milagrosa.

Renuncio a todo o TEMOR.

Querido Deus Pai/Mãe entrego meus medos transformando-os do meu plano e vontade Divina"

Com muito Amor.

Michelle Eloff

publicado por luzdecuraeamor às 19:41
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

ROSÁRIO DA ABUNDÂNCIA DIVINA - por Saint Germain - canalizado por Carmen Lúcia Balhestero

ROSÁRIO DA ABUNDÂNCIA DIVINA
por Saint Germain - canalizado por Carmen Lúcia Balhestero em 31/05/97



"Amados Filhos

Abundância é o resultado da atitude interna natural de abertura, sem pré-julgamentos ou conceitos pré-estabelecidos.

Convido-vos agora, a reprogramar vossos padrões mentais para que possais aceitar a abundância com naturalidade em vossas vidas agora.

A humanidade encara a "abundância" como um visitante distante que se apresenta em escassas vezes durante o percurso de uma vida, pois eu vos digo que devereis aceitar a abundância como o vosso melhor amigo, com fidelidade, respeito e amor.

Em consciência, sabereis onde empregar melhor vossas "energias condensadas" e até então "manipuladas", o dinheiro, mas a partir deste momento, com o Rosário da Abundância Divina, percebereis que tudo é simples, pleno, próspero e acima de tudo feliz; portanto abri vossos
corações e mentes e aceitai esta nova condição de ser próspero e feliz em vossas vidas agora.

É só isso que vos peço: Que possais intensificar vossa felicidade cada vez mais, pois na alegria e na atitude interna de liberdade, tudo é manifestado.

Amor e luz, Eu Sou,

Saint Germain"

Em nome do Pai da Mãe, do Filho e do Espírito Santo,
Assim é Assim é Assim é, Amém, Amém, Amém

A GRANDE INVOCAÇÃO


Do ponto de Luz na mente de Deus,
que flua Luz à mente dos homens,
e que a Luz desça à Terra.

Do ponto de Amor no coração de Deus
que flua amor ao coração dos homens,
que Cristo retorne à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida,
que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
propósito que os mestres conhecem e servem.

Do centro a que chamamos a raça dos homens
que se realize o plano de Amor e de Luz
e feche a porta onde se encontra o mal.

Que a Luz, o Amor e o Poder
restabeleçam o Plano Divino sobre a Terra hoje
e por toda a eternidade. Amém.

INVOCAÇÕES PARA ATRAIR A ABUNDÂNCIA DIVINA
Repetir 3 vezes a oração toda


Eu sou um Ser ilimitado

O Universo abundante e perfeito sustenta minhas decisões e me apoia

Eu Sou Consciente de meu poder ilimitado de magnetizar, atrair, precipitar e co-criar.

Eu sou a utilização do poder da Chama Violeta em Ação

Eu Sou consciente que a Chama Violeta transmuta agora todas as minhas imperfeições, limites e bloqueios que impedem a minha Abundância Divina

Eu Sou o poder da Chama Violeta em Ação

Eu invoco por Santa Ametista, para que preencha todos os meus corpos em Luz Violeta Flamejante.

Eu invoco por Santa Ametista, para que na Luz do Seu amor infinito, abençoe este meu momento presente, para que eu possa co-criar uma nova realidade em minha vida agora

Eu invoco pelo Poder do Elohin Arcturos, para que na Luz da Determinação e na sintonia do impulso inicial de um novo ciclo, eu co-crie minha libertade financeira, ilimitada e eterna

Eu invoco pelo poder do Arcanjo Ezequiel e toda sua luminosa legião de Anjos para que abençoe este momento sagrado

Deus é ilimitado, abundante e perfeito

Como filho(a) de Deus, eu aceito em total plenitude, ser a totalidade do que "Eu Sou", um ser ilimitado, abundante e perfeito.

Eu invoco pelo poder de concretização do Bem-Amado Metatron, para que manifeste no mundo
da matéria meus sonhos e ideais projetados nos planos mentais e etéricos.

Que eu veja diante de mim um novo mundo: próspero, harmonioso, equilibrado e feliz.

Que eu seja o precursor de uma nova realidade na Terra agora, onde respeitando a energia da moeda denominada "dinheiro" eu admita ser suprido abundantemente, provido pelo poder da perfeição crística universal.

Eu agora, liberto todos os meus julgamentos e preconceitos em relação ao "dinheiro"e à "abundância"

Pelo poder do Conselho Cármico, eu curo o inconsciente coletivo da humanidade transmutando o sentido da energia do dinheiro, aliviando o sofrimento e preocupações em relação ao limite do fluir da abundância em minha vida e em todo o Planeta.

Eu agora respiro aliviado o prana puro e sutil, rico e abundante em todo o Universo.

Assim como o prana flui naturalmente no Universo, também o dinheiro flui em minha vida, suprindo todas as minhas necessidades, proporcionando-me uma nova vida AGORA.

Eu aceito o poder da manifestação em ação AGORA.

Eu mudo minha atitude interna em relação à abundância AGORA.

Eu invoco pelo poder do Arcanjo Ezequiel e toda legião de anjos da sétima esfera de Luz, flamejai, flamejai, flamejai vossa luz e poder de concretização sobre mim agora, para que livre dos grilhões do passado eu atinja uma nova sintonia de atuação onde novas realidades se abrem diante de meus olhos,

Que eu tenha discernimento para ver com a Luz do meu coração de sentir a inspiração da Hoste Angélica, o melhor momento e a melhor diretriz para que minha vida a partir de agora seja plena, saudável, abundante, perfeita e ilimitada.

Que eu compreenda e utilize todo o potencial da minha presença EU SOU em ação agora.

Não existem mais limites, tudo é pleno, rico, feliz e próspero.

Em alegrias eu me aproximo da minha presença EU SOU para que juntos possamos co-criar uma nova realidade em minha vida particular e em meu Planeta, a partir de agora
EU SOU ilimitado, EU SOU ilimitado, EU SOU ilimitado

EU SOU Abundância - 3 vezes

EU SOU Feliz - 3 vezes

EU SOU amor - 3 vezes

EU SOU Luz - 3 vezes


AVE MARIA
3 vezes


Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre todos os Seres,
Bendito é o fruto da vossa essência Jesus.
Bem- amada doce Santa Maria, mãe de todos nós,
Eu entrego meu coração e rendo devoção à vós,
Que possais libertar meus limites e sofrimentos e revelar-me o que eu devo fazer para curar minhas ilusões e sempre manter o conceito imaculado para os outros.
Bem-amada Mãe Maria, Mãe de todos nós e do Cristo Cósmico.

A GRANDE INVOCAÇÃO
3 vezes


Do ponto de Luz na mente de Deus,
que flua Luz à mente dos homens,
e que a Luz desça à Terra.

Do ponto de Amor no coração de Deus
que flua amor ao coração dos homens,
que Cristo retorne à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida,
que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
propósito que os mestres conhecem e servem.

Do centro a que chamamos a raça dos homens
que se realize o plano de Amor e de Luz
e feche a porta onde se encontra o mal.

Que a Luz, o Amor e o Poder
restabeleçam o Plano Divino sobre a Terra hoje
e por toda a eternidade. Amém.

OM - 9 vezes


FONTE:FRATERNIDADE PAX UNIVERSAL
http://www.pax.org.br/newpax/pl/index.htm
www.pax.org.br e-mail: pax@pax.org.br
www.carmenbalhestero.com.br e-mail: carmen@carmenbalhestero.com.br




"JewelSpin Crystal Matrix"
Ali por Erial
© Erial Ali
http://iasos.com/artists/erial/

publicado por luzdecuraeamor às 14:36
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Maio de 2010

27/05 - Festival do Ser Crístico da Humanidade - Plenilúnio do signo de Gêmeos. Dia Mundial de Invocação



Os Templos Solares entram em atividade nos períodos correspondentes às 12 Casas Zodiacais. Nutrem ciclicamente a Terra e todos os reinos que nela evoluem, derramando sobre eles, mananciais de suas bênçãos.

A cada signo, abrem-se os portais de um dos 12 Templos e essa é uma época extremamente favorável para que se estabeleça contato com a energia oriunda do Templo em atividade e se absorva, nos corpos inferiores, as qualidades divinas irradiadas. Observa-se o ápice destas bênçãos no plenilúnio de cada signo quando os caminhos para irradiação da energia encontram-se livres de obstáculos.

São quinze os principais festivais de plenilúnio. Destes, 12(doze) correspondem aos festivais dos Templos Solares abertos, segundo as casas zodiacais, ocasião em que irradiam os seus "Atributos Divinos". Os outros 3(três) festivais, de maior importância, se constituem no mais elevado ponto do ciclo anual. São celebrados em três meses consecutivos: nos signos de Áries, Touro e Gêmeos e têm como objetivo maior o impulso dirigido à humanidade para a EXPANSAO DO SANTO SER CRÍSTICO que habita cada coração.

Eles acompanham o ciclo de irradiação da Força Trina para a Terra (Azul, Dourada e Rosa), cuja Luz impulsiona, no homem, a manifestação de todos os Dons da Divindade.

O primeiro - Festival da PÁSCOA - é realizado no plenilúnio do signo de Áries, quando a Terra é nutrida pela irradiação DOURADA da Iluminação Divina, provinda do Templo Solar da Sabedoria que unindo-se à Força Cósmica da Ressurreição, rosa madrepérola, inicia o movimento do IMPULSO CRÍSTICO.

O segundo - Festival de WESAK é realizado por ocasião do plenilúnio do signo de Touro, quando a Terra é nutrida pela irradiação AZUL, provinda do Templo Solar da Força e Decisão. Nesta ocasião a bênção anual, trazida pelo Grande Senhor do Mundo Gautama, é recebida pelo Cristo Cósmico como Intermediário Divino. Este Impulso, destinado a expansão Crística da humanidade, é entregue a guarda preciosa do amado Mestre Jesus, para posteriormente, ser inoculado no Coração Crístico de cada ser humano.

Nestes dois Festivais (de Páscoa e de Wesak), as energias de altíssimo teor vibratório dirigidas à humanidade, acrescidas das irradiações dos Templos Solares abertos nos dois períodos, preparam os seres humanos para a importante bênção do terceiro Festival.

O terceiro Festival - do SANTO SER CRÍSTICO DA HUMANIDADE - é realizado no plenilúnio do signo de Gêmeos, quando a Terra é nutrida pela irradiação ROSA, provinda do Templo Solar do Amor. Nesta ocasião completa-se o ciclo de EXPANSÃO DA CHAMA TRINA DA HUMANIDADE (AZUL, DOURADA. ROSA), impulsionada pela irradiação dos Templos Solares.

Concluído este ciclo e tendo, a humanidade, recebido o impulso dos festivais anteriores torna-se, então, apta ao recebimento da Grande Benção: É, portanto, no terceiro festival que JESUS, O CRISTO CÓSMICO, através de fluente irradiação UNE-SE AO CRISTO INTERNO DE CADA SER HUMANO.

Desta “Acoplagem” Divina resulta o resplandecer da Luz no coração da humanidade, templo do Altíssimo Deus Vivente.

Por: Lucia Meira
Este texto pode ser reproduzido para estudos e por outros sites. Pedimos, apenas, que conservem os créditos para o site “No Rastro das Estrelas” incluindo o link :
http://www.fogosagrado.com/solar01/solar01.asp

Plenilúnio do signo de Gêmeos.

 

O FESTIVAL DO CRISTO (GÊMEOS)




Nota-Chave: "Eu reconheço o meu outro eu e, ao minguar aquele, Eu cresço e brilho."

Todos os anos, na época da Lua Cheia de Gêmeos, o amor de Deus, a essência espiritual do fogo solar, alcança o ponto de expressão mais elevado. Isto é viabilizado através da Hierarquia espiritual do planeta, que atua como intermediária entre a casa do Pai e a Humanidade.
A Hierarquia Espiritual do planeta é a reunião daqueles, entre a humanidade, que triunfaram sobre a matéria, atingiram a meta do domínio sobre si mesmos pelo mesmo caminho que, atualmente, outras pessoas percorrem. Vivenciaram todas as experiências, superaram as dificuldades, uma a uma e, através delas, venceram. Nisto reside o seu direito de servir, a força e a realidade de sua relação com toda a humanidade que continua batalhando. Este grande grupo de almas sempre foi o guardião do princípio de luz, de amor iluminado e sempre, ao longo dos tempos, centraliza a sua atenção na Humanidade quando a influência espiritual está no ponto mais elevado. Permeia a compreensão da vida grupal planetária, que inclui todas as etapas, desde o diminuto sentido da responsabilidade social do homem ou mulher que está dando os primeiros passos no caminho da maturidade espiritual, até a inclusiva compreensão do próprio Cristo.

O Festival da Lua Cheia de Gêmeos, o Festival do Cristo, é o terceiro dos três Festivais Espirituais Maiores. Segue-se ao Festival da Páscoa, o Festival do Cristo, em Áries e ao de Wesak, o Festival do Buda ou da Iluminação, em Touro. Conhecido por uma grande variedade de nomes, este Festival de Gêmeos é, essencialmente, o Festival do Cristo como representante da humanidade ante a presença de Deus. É o Festival da humanidade em busca da unificação e da compreensão de sua própria divindade e, como o reino humano, enquanto centro de distribuição de energias, está diretamente envolvido com a sua própria divindade, este festival é também conhecido como o Festival da Boa Vontade.

O Festival do Cristo é um Festival vivo do espírito da humanidade que aspira a Deus, buscando resposta à vontade de Deus e dedicado à expressão das corretas relações humanas. Fixado anualmente em relação à Lua Cheia de Gêmeos – a lua permanece por trás da Terra, completamente fora do caminho da potente corrente de energia que irradia do sol, o centro cardíaco simbólico deste sistema solar.

Durante dois mil anos, neste Festival, o Cristo tem representado a humanidade e permanecido perante a Hierarquia planetária e diante dos olhos de Shambala como o "Deus Homem", "o maior da grande família humana" sustentando uma relação consciente com a divindade, com a totalidade maior. Todos os anos, nesta época, repete o último sermão do Buda diante da Hierarquia reunida. Este Festival, de profundo apelo invocativo e de aspiração básica pela unidade humana e espiritual, representa o efeito na consciência humana do trabalho tanto do Buda como do Cristo.

As Forças de Reconstrução estão especialmente ativas durante o Festival de Gêmeos. Estas Forças, relacionadas com o aspecto vontade da divindade, são efetivas especialmente com relação às nações. O emprego que é feito destas energias impessoais depende da qualidade e da natureza da nação receptora, do seu grau de iluminação real e da sua capacidade de amar. É o significado por trás da idéia de meditação grupal, nesta “maré alta” de energia espiritual. Atualmente, as nações são a expressão massificada do egocentrismo coletivo de um povo e do seu instinto de sobrevivência, real ou imaginário. Estas energias podem aumentar este aspecto da vida nacional ou aumentar a potência dos objetivos de unidade mundial, paz e progresso. Estas energias construtivas e sintetizadoras deveriam ter como efeito a transformação da teoria da unidade em uma experiência prática, de maneira que as palavras “união” e “unidos” expresse verdadeira importância e sentido para todas as nações.
Atualmente, no âmbito da Assembléia Geral das Nações Unidas, lentamente está sendo gerada a vontade de unificação e de síntese, inspirada por estas energias. Em um crescente reconhecimento da inter-relação existente neste planeta, as Nações Unidas sustentam, diante dos "olhos dos homens", uma visão do Plano para a humanidade.

A vontade de sintetizar e a vontade para o bem estão se convertendo em influências cada vez mais eficientes, através da meditação grupal e individual, durante este período anual dos Festivais Maiores. À medida que aumenta a compreensão da importância destes Festivais, aumenta o trabalho de meditação realizado por todo o mundo. A meditação planetária, no signo de Gêmeos, celebra a total vitória da vida sobre a forma e do espírito sobre a matéria. Simbolicamente, este signo é o signo dos Gêmeos: a luz da personalidade e a luz da Alma. Mediante o estímulo da energia do amor e da sabedoria, a luz da personalidade se obscurece gradualmente, enquanto a luz da Alma se torna mais forte e brilhante, indicando, com o tempo, a vitória total da humanidade sobre as formas através das quais se expressa.

A idéia da dualidade, especialmente nos níveis mentais, acentua-se em Gêmeos, todos os anos. Esta dualidade se expressa em dois estágios: primeiro, o emprego da mente concreta como mediadora na personalidade, condicionando a vida da personalidade, analisando e distinguindo entre o ser e o não ser humano e enfatizando a consciência de "eu e você", assim como a da personalidade. Em segundo lugar, a mente iluminada transmite as mensagens entre a Alma e o cérebro, estabelecendo uma correta relação entre o ser inferior e o ser superior, a personalidade e a Alma. Há um terceiro aspecto que depois se torna um fator atuante na vida: a mente abstrata, que relaciona Alma e Espírito. A relação de personalidade e alma é substituída pela relação dual de Alma e Espírito. É o revelador do aspecto vida.

A relação e a síntese das dualidades produzem tensão, ação e reação, e esta condição de lutas e dificuldades que caracterizam a nossa vida planetária, mas que, à certa altura, produz o despertar da humanidade a uma plena consciência planetária. A meta de todo conflito é a harmonia, que é enfatizada no Festival do Cristo, mediante uma crescente percepção da relação entre alma e personalidade, entre mente e espírito, entre o material e o espiritual. A potência desta relação produz as mudanças necessárias à evolução da consciência Crística em qualquer ponto concreto do tempo e do espaço, e é sempre compatível com a extensão do pedido expresso. Esta força poderosa e evocadora está disponível durante a meditação, como resultado do alinhamento planetário e da receptividade extraplanetária, e pode ser contatada e transmitida em cooperação com a Hierarquia espiritual.

Devido a este singular alinhamento, este Festival do Cristo de precipitação e distribuição de energia é celebrado também como Dia Mundial da Invocação, durante o qual inúmeras pessoas utilizam a oração mundial, a “Grande Invocação” constante e continuamente, em vários idiomas e dialetos. Isto estabelece um campo de força invocativo e magnético que dirige, literalmente, as energias de luz, amor e vontade para-o bem diretamente à consciência da humanidade, impactando todos os corações sensíveis e todas as mentes abertas, produzindo efeitos planetários.

Esta invocação é o Mantra do próprio Cristo, o programa do Plano para a humanidade e uma fórmula de dirigir energias ao campo da percepção humana. É efetiva porque é empregada como uma fórmula de energia por todo o planeta, em todos os níveis de consciência humana e em toda a Hierarquia. À medida que são usadas, estas três energias básicas – LUZ, AMOR e VONTADE-PARA-O-BEM que estão corporificadas na Invocação fluem e se misturam com as forças de reconstrução e com todas as energias disponíveis através do Cristo, neste festival anual.

Qualificando e influenciando atitudes de mentes e corações no mundo inteiro, esta Invocação é uma poderosa nota-chave para a meditação, inspirando amor e ação construtiva.


Telefone: (21) 2262-1608 -- 3239-1833 e-mail: nucleoaquariano@terra.com.br
FONTE: SITE ANJO DE LUZ
http://www.anjodeluz.com.br/festival%20do%20cristo.htm

 



[Dia Mundial de Invocação]



Quinta-feira 27 de Maio de 2010
 
 
Dia Mundial de Invocação
Dia da Lua Cheia de Gêmeos
Plenilúnio de Gêmeos

 

 

Cada ano, no Dia Mundial de Invocação, um número crescente de pessoas em todas as partes do mundo, de diferentes correntes religiosas e espirituais, reúne-se por meio do pensamento, da oração e da meditação, utilizando a Grande Invocação como um ato de serviço mundial.

 

Trabalhando juntos como grupo planetário invocam a luz, o amor e a direção espiritual que a humanidade de hoje necessita, tão desesperadamente, na sua luta para construir um mundo de unidade e de boa vontade.

 

Você está convidado a se unir a este acontecimento mundial utilizando a Grande Invocação e compartilhando esta informação.

A GRANDE INVOCAÇÃO

 

Do ponto de Luz na Mente de Deus
Flua luz às mentes dos homens.
Que a Luz desça à Terra.

 

Do ponto de Amor no Coração de Deus
Flua amor aos corações dos homens.
Que o Cristo volte à Terra.

 

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida
Guie o propósito as pequenas vontades dos homens –
O propósito que os Mestres conhecem e a que servem.

 

Do centro a que chamamos raça dos homens
Cumpra-se o Plano de Amor e Luz.
E que ele vede a porta onde mora o mal.

 

Que a Luz o Amor e o Poder restabeleçam o Plano na Terra.

 

 


Um Convite a Homens e Mulheres de Boa Vontade

 

Este é um período de preparação que estamos atravessando não apenas para uma nova civilização, mas também para a chegada de uma nova distribuição espiritual.

 

A humanidade não segue o caminho da casualidade. Há no cosmo um Plano divino do qual fazemos parte. Os recursos humanos e as atuais instituições, no final desta era, parecem inadequados para fazer frente às necessidades e problemas do mundo. Diante desta situação, a chegada de um Mestre, um líder espiritual ou de um Avatar, é esperado ou invocado pela maioria da humanidade em todas as partes do mundo.

 

A invocação de milhões de pessoas alcança seu ponto culminante, cada ano, no momento dos três Festivais Espirituais: o grande Festival da Páscoa no Ocidente, seguido um mês mais tarde pelo Festival de Wesak no Oriente (o Festival do Buda), culminando no mês seguinte com o Dia Mundial de Invocação que acontece durante o Festival do Cristo, trazendo-nos as notas-chave do amor e do humanismo.

 

O Dia Mundial de Invocação tem três aspectos principais:

 

  • Primeiro – O uso da Grande Invocação, a oração mundial que expressa as principais verdades de todas as grandes religiões.
  • Segundo – A cooperação espiritual dos homens e mulheres de boa vontade
    de todas as crenças religiosas, unidas num ato de comum invocação à
    divindade.
  • Terceiro – A distribuição, na consciência humana, das energias espirituais evocadas durante os Festivais da Páscoa e de Wesak.

 

O reaparecimento do Mestre Mundial, O Cristo, é esperado hoje em dia por milhões de pessoas, não somente por aqueles de fé cristã, mas também por pessoas de qualquer fé religiosa que esperam o Avatar sob diferentes nomes: O Senhor Krishna, O Messias, O Iman Mahdi e O Bodhisattva.

 

A miragem e a deformação envolvem este fato central de resposta divina à necessidade humana. Isto é inevitável, embora irrelevante. A preparação dos homens e mulheres de boa vontade é necessária para introduzir na vida humana novos valores, novas normas de conduta, novas
atitudes não separatistas e de cooperação, dirigindo-se para as corretasrelações humanas e para um mundo em paz. A vinda do Mestre Mundial se ocupará não dos erros do passado, mas dos requisitos para uma nova ordem mundial e a reorganização da estrutura social.


O Dia Mundial de Invocação é celebrado utilizando a Grande Invocação e
participando da difusão mundial deste evento.

 

A GRANDE INVOCAÇÃO


Desde o ponto de Luz na Mente de Deus,

Que aflua luz às mentes dos homens.

Que a Luz desça à Terra.



Desde o ponto de Amor no Coração de Deus,

Que aflua amor aos corações dos homens.

Que o Cristo retorne à Terra.



Desde o centro onde a Vontade de Deus é conhecida,

Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens -

O propósito que os Mestres conhecem e a que servem.



Desde o centro a que chamamos raça dos homens,

Que se cumpra o Plano de Amor e Luz,

E que se sele a porta onde mora o mal.



Que a Luz, o Amor e o Poder restabeleçam o Plano na Terra.




* * * * *

 

"A Grande Invocação é uma oração mundial; não um chamado pessoal nem uma urgência invocativa temporária; expressa a necessidade da humanidade e penetra a través de todas as dificuldades, dúvidas e questionamentos – acedendo diretamente à Mente e ao Coração d´Aquele em Quem vivemos, nos movemos e temos nosso ser – Aquele que permanecerá conosco até o mesmo fim dos tempos e até que “o último esgotado peregrino tenha encontrado seu caminho de regresso ao lar”.

Alice Bailey

 


* * * * *

LA GRANDE INVOCAÇÃO - (versão adaptada)

Desde o ponto de Luz na Mente de Deus,
Que flua luz às mentes humanas;
Que a Luz desça à Terra.

Desde o ponto de Amor no Coração de Deus
Que flua amor aos corações humanos;
Que Aquele que vem retorne à Terra.

Desde o centro onde a Vontade de Deus é conhecida
Que o propósito guie as pequenas vontades humanas,
O propósito que os Mestres conhecem e a que servem.

Desde o centro que chamamos a raça humana,
Que se cumpra o Plano de Amor e de Luz
E que se sele a porta onde mora o mal.

Que a Luz, o Amor e o Poder restabeleçam o Plano na Terra.


* * * * *


Para apojar a celebração do Dia Mundial de Invocação una serie de grupos estão aderindo à Vigília no Dia Mundial de Invocação 2010. Esta mobilização e articulação vai para frente porque já são muitos os que compreendem, praticamente, que o pensamento tem poder, que toda invocação consciente tem uma resposta (evocação), dado que a energia segue ao pensamento ou melhor dito: o homem pensa e o deva (anjo) atua.

* * * * *


FONTES: http://www.encontroespiritual.org/bagrande_diamundial.html
http://www.fogosagrado.com/solar03/datasfestivas.asp
http://www.anjodeluz.com.br/festival%20do%20cristo.htm
http://www.sabiduriarcana.org/dmi-port.htm

publicado por luzdecuraeamor às 22:23
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 19 de Maio de 2010

Cavaleiros da Távola Redonda

Sir Thomas Malory descreve o Código dos Cavaleiros como:

 

Reprodução em português do pergaminho original contendo as sete colunas da conduta e do proceder dos Cavaleiros da Távola Redonda:

1 - Buscar a perfeição humana

2 - Retidão nas ações

3 - Respeito aos semelhantes

4 - Amor pelos familiares

5 - Piedade com os enfermos

6 - Doçura com as crianças e mulheres

7 - Ser justo e valente na guerra e leal na paz

No juramento solene, o Sagrado Cavaleiro declarava-se fiel cumpridor do Código de Honra da Cavalaria. Abençoados sejam!

Ceallaghan Wolfgang Anderyatt ψ

 


Os Cavaleiros e suas Lendas

Dentre os inúmeros cavaleiros do rei Arthur, ou relacionados a ele, os que tiveram um destaque significativo nos mitos arturianos são:

Yvain

"Yvain" é um conto de Chrétien de Troyes, baseado no conto galês "The Lady of the Fountain" (A Dama da Fonte). Yvain sai da corte de Arthur para uma aventura na floresta de Brocelinde, onde quem entrasse em certa clareira e quebrasse com um golpe um bloco de esmeralda ali pendurado criaria uma tempestade, quando então viria um cavaleiro para desafiá-lo. Yvain mata o cavaleiro e conquista a sua viúva. Quando estão para se casar, Arthur chega para saber como a aventura havia transcorrido.

Bedivere e Lucan

Sir Lucan e Sir Bedivere foram uns dos poucos cavaleiros de Arthur que sobreviveram à Batalha de Camelann. Quando caiu a noite no campo de batalha, Lucan diz que é melhor levar o rei para alguma cidade. "Eu gostaria que fosse assim, disse o rei, mas não posso ficar de pé, e minha cabeça não pode se mover".

Então eles começam a carregar o rei, mas na tentativa, Sir Lucan cai morto. Arthur, sozinho com Bedivere, encarrega-o de levar a sua espada, Excalibur, para além da margem do rio e, assim ao voltar, contasse o que tinha visto. Bedivere toma a espada e dirige-se para a água, mas no caminho observa aquela nobre espada e vê que o botão do punho e o cabo eram de pedras preciosas, e sente que não pode sacrificá-la.

Por duas vezes tenta atirá-la, mas não consegue, e Arthur percebe a desobediência de Bedivere quando ele conta que viu apenas ondas inquietas e águas tristes. Ordenado de novo a jogar a espada no rio, Bedivere atende às ordens, lançando a espada o mais longe possível, veio um braço e por cima da água uma mão alcançou a espada e a pegou.

Assim, sacudiu a espada por três vezes, brandiu-a e então mão e espada desapareceram. Depois de ter cumprido a tarefa, Bedivere leva o rei nas costas até a beira da água, lá uma barca aporta com muitas senhoras, dentre elas a rainha, Morgana, o rei é colocado na barca e parte para Avalon.

Sir Lancelot do Lago - O Herói Armagurado

O personagem Lancelot, como membro especial da confraria de Arthur, já era bem conhecido no século XII, Loomis constatou que havia vestígios de sua origem no guerreiro galês Lluch Llauynnauc e na divindade irlandesa Lugh Lamhfada. No entanto é atribuída ao escritor suíço Ulrich Von Zatzikhoven, na última década do século XII, a origem do nome Lancelot do Lago, retirado da tradução de um romance anglo-saxão extraviado.

Lancelot era filho do rei Ban de Benoic, distrito da Britânia. Com a morte do pai, Lancelot foi levado pela Dama do Lago para seu palácio. Quando Lancelot completa quinze anos, sua mãe adotiva o equipa e manda-o para a corte de Arthur. Ele luta em favor de Guinevere, mas não há nenhum adultério entre eles.

Lancelot tem namoros casuais e por fim, casa-se com uma esposa amável e fiel. O primeiro a escrever sobre Lancelot ser amante de Guinevere foi Chrétien de Troyes, que dizia que a história estava sendo ditada pela condessa de Champanhe. No início da história, Meleagant, um cavaleiro infiel, prende muito dos súditos de Arthur em Goirre, terra rodeada de água. Por fim, Meleagant captura Guinevere.

Lancelot luta por sua rainha e no final, em um combate solitário, consegue a libertação dela e de todos os outros reféns. A história se parece com a que é contada por Caradoc de Lancafarn em "Life of Saint Gildas", trabalho escrito antes de 1130, que relata que Guinevere teria sido capturada por Melvas e levada para a Ilha de Vidro. Arthur com um grande exército recrutado em Devon e na Cornualha sitia Melvas e salva Guinevere.

Na versão de Chrétien, ele trocou Arthur por Lancelot. Arthur é apresentado como um homem de boa índole, benevolente, mas ineficaz, o que reduz drasticamente o seu poder. Isto se deve ao fato que a corte de Champanhe, onde Chrétien escreveu sua história, não estava interessada em atos heróicos contra bárbaros na Inglaterra, mas sim na vida que estava na moda, na qual o rei Arthur necessariamente fazia o papel de marido traído.

A traição de Lancelot e Guinevere é permissível, sem arrependimento entre os dois, é somente em "Lancelot", do Ciclo Popular ou Ciclo Bretão, que Guinevere exclama: "Teria sido melhor para mim se eu nunca tivesse nascido". Foi aí, com Malory, que Lancelot foi chamado de o primeiro herói do romance moderno.

Lancelot é um homem de grandes virtudes pessoais e profissionais, sem forças para resistir a uma paixão que por um longo tempo acredita ser mais ou menos incorreta e que, por fim, aceita ser complemente errada.

Ele tem inimigos, alguns têm ciúmes, outros ficam indignados com a sua ligação com a rainha e é isso que acabará levando à guerra civil. Mas muitos o amam, não somente Guinevere o ama, mas Arthur o ama também; não somente a donzela de Astolat, mas o irmão dela, Lavaine.

Os cavaleiros devotados a ele sentem uma admiração e uma forte afeição pessoal. Apesar de não poder ver o Graal por causa do adultério, Lancelot apresenta grande caráter moral tanto no episódio com Sir Urre quanto no da Donzela de Astolat.

Lancelot vai competir em um torneio disfarçado, assim, para desviar as suspeitas, aceita uma prenda de Elaine. Vitorioso, mas ferido, é levado por Lavaine para um eremitério para ser curado. Gawain, sabendo da verdadeira identidade do cavaleiro, o revela para Elaine, que cuidava dia e noite dele.

Bors vai ao encontro de Lancelot, ansioso e constrangido por tê-lo ferido, e pergunta: "Mas é Elaine que está interessada em você?". "É ela. Não posso afastá-la de mim" - diz Lancelot. "E por que deveria afastá-la? É uma bela donzela, de boa aparência e bem instruída, e vejo, pelos cuidados dela para com você, que ela o ama muito".

A resposta de Lancelot é agourenta: "Isso me deixa arrependido". Quando está curado e pronto para partir, Elaine o pede por marido e ele diz que prometera nunca se casar. Ela então pede para ser sua amante, ao que ele fica horrorizado e diz que nunca poderia fazer tal maldade com quem o tinha tratado tão bem. Ela diz então que nada resta senão morrer de amor.

Para evitar isso, Lancelot promete a ela um dote de mil libras por ano e qualquer cavaleiro, que ela escolha para se casar. Ele recusa todas as propostas, pois o que quer é ser somente sua esposa ou sua amante. "Bela donzela, por essas duas coisas tens de me perdoar" - respondeu Lancelot. Assim ela gritou e desmaiou.

Durante nove dias, Elaine não comeu, bebeu ou dormiu. No décimo dia ela morreu. A carta que pedira para escrever para Lancelot estava em suas mãos e ela foi colocada em uma barca recoberta de tecido negro que desce até Winchester.

Na carta estava escrito: "Nobre cavaleiro, Sir Lancelot, agora é com morte que eu disputo o teu amor. Os homens me chamavam de Bela Donzela de Astolat, mas eu te amava, e por esta razão a todas as damas faço meu lamento. Rezem por minha alma e por fim me enterrem. Este é meu último pedido. E tomo Deus por testemunha de que como donzela casta morri. Sir Lancelot, reza por minha alma, pois tu és sem igual."

Mas o romance entre Lancelot e Guinevere não poderia ficar para sempre ignorado. Modred e seu irmão Agravaine passam a vigiá-lo e por fim encontram Lancelot desarmado na cama da rainha. Lancelot mata o primeiro do bando que o ataca e foge. A rainha é condenada à fogueira. É fora dos muros de Carlisle que Lancelot salva a rainha, já despida, só de camisola, prestes a ser levada para o poste. Corpo a corpo ele vai abrindo caminho e, sem saber, mata Sir Gaheris e Sir Gareth, irmãos do vingativo Sir Gawain.

Ele leva a rainha para seu castelo de Joyous Garde, para onde partem Arthur e Gawain em seu encalço. A disputa é resolvida por um combate entre Gawain e Lancelot, com vitória de Lancelot. Neste meio tempo, Modred havia raptado a rainha e planejava casar-se com ela e tornarse rei. Arthur parte então para lutar contra Modred, morrendo os dois no confronto. Guinevere, arrependida, entra para um convento e Lancelot também entra para uma ordem, onde, depois da morte de Guinevere, definha aos poucos até morrer.

Sir Gawain - O Cavaleiro Vingativo

Sir Gawain é muitas vezes descrito como sendo sobrinho de Arthur, filho de Morgause e irmão de Sir Gaheris e Sir Gareth. Possuia um comportamento muito irritadiço, como pode-se constatar em Layamon, que, quando Arthur descobre a traição de Modred e Guinevere, Gawain declara que vai enforcar Modred com suas próprias mãos e que Guinevere deve ser despedaçada por cavalos selvagens.

Outra passagem, descrita por Malory, onde se pode visualizar o caráter vingativo de Gawain é mostrado quando do cerco ao castelo de Lancelot. Lancelot, que durante a fuga com a rainha mata Gaheris e Gareth, afirma que a acusação de traição contra ele é falsa e que o julgamento por combate havia mostrado que ele estava certo. Arthur poderia até perdoá-lo, mas Gawain não deixa que isso ocorra. O clímax da história é a luta entre Gawain e Lancelot.

A luta é interessante, pois mostra vestígios de uma história muito antiga. Gawain tem uma peculiaridade que lhe permite ganhar força física no período que vai das nove da manhã até ao meio-dia. Malory diz que isso era um presente de um homem santo, mas é claro que, Gawain era um adorador do Deus-Sol.

A despeito desta vantagem, Lancelot simplesmente resiste nas horas de força de Gawain e, quando elas declinam, lança-o a terra. Por duas vezes essa luta sobrenatural acontece e a cada vez que Gawain é jogado no chão, chama Lancelot para continuar a luta. Lancelot responde que quer lutar com ele de novo, mas só quando estiver de pé.

O conto mais famoso de Sir Gawain, no entanto, é intitulado "Sir Gawain and the Green Knight", escrito por volta do ano 1400. No dia do Ano-Novo, quando o rei, a rainha e a corte estão reunidos para um jantar, um cavaleiro de tamanho incomum entra no casarão com seu cavalo. Pede que algum cavaleiro ali presente lhe dê um golpe no pescoço com o machado que ele carrega e que, no próximo Ano-Novo, o oponente esteja na Capela Verde para receber, por sua vez, o seu golpe.

O cavaleiro e suas roupas, assim como seu cavalo, os trajes e os arreios, tudo era verde. O ouro e o aço estavam manchados de verde, os arreios reluziam e cintilavam com pedras verdes e filetes de ouro estavam entrelaçados na crina verde do cavalo. Arthur imediatamente se oferece para o desafio do cavaleiro, mas Gawain se interpõe e o toma para si. Com um golpe de machado, decepa a cabeça do cavaleiro que rola pelo chão, espalhando sangue na carne verde.

O cavaleiro verde recolhe a cabeça. Levanta as pálpebras, olha vivamente e então encarrega Sir Gawain de encontrá-lo naquele dia, após um ano, na Capela Verde. Segurando a cabeça pelos cabelos verdes, monta em seu cavalo e deixa o casarão. Um ano depois, para manter a palavra, Gawain chega ao castelo de Sir Bertilak, anfitrião cordial e generoso que, por ter cor normal, não é reconhecido como sendo o cavaleiro verde. Gawain chega ao castelo em completo estado de exaustão. Recebido com hospitalidade, envolvido em um manto de arminhos enfileirados, é convidado a sentar ao lado de uma lareira com brasas de carvão.

Quando Sir Bertilak retorna ao seu castelo, depois da caça, recebe o hóspede com muita cortesia e combina com ele que daria o produto de sua caça a Gawain todo dia e, em troca, Gawain lhe daria algo que tivesse recebido no castelo. Durante a sua estada no castelo, Gawain recebe de manhã, antes de sair da cama, a visita da bela mulher de Bertilak, se vendo obrigado a resistir às suas investidas. Por dois dias assim o faz, aceitando somente beijos que, à noite, transmite a Sir Bertilak em troca da caça.

Na terceira manhã, porém, a senhora o oferece um cordão verde que o protegerá de qualquer ferimento, o medo de sua provação faz com que o aceite, mas esconde o fato de seu anfitrião. Quando chega o dia do Ano Novo, para honrar seu compromisso, ele sai em busca da Capela Verde. Achando o local, o Cavaleiro Verde aparece para devolver o golpe de Gawain. Se ele não tivesse aceitado o cordão verde, o machado teria caído sobre ele inofensivamente, mas, como isso não aconteceu, o machado esfola sua pele e seu sangue jorra. Gawain parte e retorna à corte de Arthur, a quem confessa sua pequenez por ter aceitado o tal cordão.

Persival e Galahad - A Demanda pelo Santo Graal

As histórias de Galahad e de Persival estão intimamente ligadas ao Santo Graal. Galahad era filho de Lancelot com Elaine e, por sua pureza, era o único cavaleiro que poderia se sentar na "cadeira perigosa", um assento que sempre ficava vazio na Távola Redonda e que se dizia que apenas um escolhido poderia se sentar nela.

Galahad chega então despido de qualquer arma ou brasão, apenas com uma túnica branca, e, durante a história, ele vai se armando com armas mágicas, como uma espada que se encontrava encravada em uma pedra e que flutuava no meio do lago.

Durante a busca pelo Santo Graal, Lancelot apenas poderia vislumbrar o brilho do Graal, por ser o melhor cavaleiro do mundo, mas manchado pelo adultério. Já, Galahad, por ser puro de coração é permitido que ele não só veja o Graal como também o pegue, mas isso causa a sua morte.

Percival também foi um cavaleiro altamente envolvido com a busca pelo Graal. Na obra inacabada "Perceval" ou "Le conte del Graal" de Chrétien de Troyes tem-se a primeira aparição de Persival.

A mãe de Percival, que tinha perdido os irmãos e o marido em torneios de cavalaria, tinha jurado levar seu filho, ainda criança, para um refúgio em uma floresta nos contrafortes de Snowdon, onde ele nunca ouviria a palavra: "cavaleiro". Em uma manhã de maio, o menino está no meio da floresta e, embora não possa ver nada por causa das folhas, ouve o ruído da aproximação de cinco cavaleiros, quando ele viu suas cotas brilhantes, seus capacetes, escudos e lanças reluzentes - coisas que nunca tinha visto antes -, e a luminosidade verde e rubro-escarlate brilhando ao sol, e ouro, azul-celeste e prata, gritou maravilhado:

- "São anjos!" Todas as preocupações de sua mãe se frustram em um único momento. Quando ele ouve que tais pessoas eram cavaleiros e que estavam ligados à corte de Arthur, declara que irá com eles ao rei que faz cavaleiros.

Quando jovem cavaleiro, Percival é guiado a um rio onde vê um homem pescando. Este é o Rei Pescador. E, então, convidou-o para entrar em seu castelo, localizado acima da margem do rio. Quando chega, seu anfitrião está deitado, defronte a ele, em um leito do qual não pode mover-se sem ajuda. O rei fora ferido entre as pernas e, enquanto as feridas não sarassem, suas terras permaneceriam áridas e estéreis.

O rei Pescador é um anfitrião cortês e generoso. Enquanto ele e seu hóspede estão jantando, um desfile ritual abre caminho pelo salão: uma donzela leva um prato, em seguida outra donzela carrega um prato entalhado acompanhada por um escudeiro que segura uma lança sangrando, e atrás deste passam criados carregando candelabros. Eles vão alimentar o pai do rei Pescador, que é invisível e mantido vivo com uma hóstia consagrada levada pela donzela em um dos pratos.

O Graal ficava no castelo e era carregado por uma donzela e espalhava tamanha luminosidade pelo salão que ofuscava todas as luzes da sala. Durante o desfile, Percival deveria ter perguntado: "Quem é servido com este Graal?". O erro de Percival resultou não só na continuidade da doença do rei Pescador, mas também na deterioração geral da sociedade. Depois da batalha de Camelann, Percival torna-se um monge juntamente com Lancelot.

Sir Tristão de Lionesse - O Cavaleiro Poeta

O nome do pai de Isolda, Gormond, é escandinavo, e ela mesma aparece às vezes como "Isolt". Acrescente ao fato dela ser loura (la Blonde). Donde a idéia de que a história remonte ao tempo dos vikings na Irlanda. No entanto, segundo a maioria dos autores, a lenda é celta e tem por base a vida de um rei picto que viveu na Escócia, onde reinou de 780 a 785. Chamava-se Drest filius Talorgen.

A popularidade da história de Tristão e Isolda foi conseguida graças a Maria da França, uma mulher de quem pouco se sabe, que escrevia "lais", versos sobre histórias de cavalaria jáma conhecidas ou que ainda corriam entre os contadores de história.

Seus versos intitulam-se "Chèvre Feuille" (A Madressilva). Esse conto, conhecido desde o ano 1000, é de origem puramente celta, sem conexão com Arthur. A história passa-se na Cornualha, onde Marco é rei, mas o magnetismo causado pelo nome de Arthur fez com que essa história se prendesse também ao corpo da lenda. Tristão não era famoso por sua habilidade como lutador, mas tinha grande agilidade física. Era também um harpista.

A história de Tristão é marcada por tragédias, dizia-se que ele nunca foi visto sorrindo, a começar por seu nascimento, onde seu pai é morto em batalha, perdendo o reino de Lionesse, e sua mãe morre no parto. Graças a estas tragédias, ele recebe o nome de Tristão. Criado por um cavaleiro como se fosse seu filho, Tristão desconhece sua origem e de seu parentesco com Marco, seu tio.

Ainda criança, Tristão mata por acidente um outro menino durante uma rixa. Levado para Bretanha a fim de ter uma educação de cavaleiro e um dia recuperar seu trono, Tristão acaba preso em um navio muçulmano, onde seria vendido por escravos, se não tivesse conseguido fugir, indo parar nas costas da Cornualha. Durante muito tempo permanece na corte do rei Marco, sem revelar a este que era seu sobrinho, o que ocorre quando a Irlanda cobra um antigo tributo da Cornualha que, se não fosse pago, só poderia ser substituído pela luta entre dois campeões da família real da Irlanda e Cornualha.

Tristão se oferece e parte para lutar contra Morolt, matando-o quando este prende a espada no casco do barco. Ferido pela espada envenenada de Morolt, Tristão é colocado em um barco sem remos com sua harpa para ser curado pela rainha da Irlanda. Durante sua permanência disfarçada, com o nome de Tãotris, acaba se apaixonando pela princesa Isolda, que cuidava dele.

Mas Isolda acaba prometida a Marco e Tristão retorna à Irlanda para buscá-la. Na viagem de volta, no entanto, eles bebem um filtro de amor que a criada de Isolda, Brangwen havia preparado para a noite de núpcias da princesa, com isso uma paixão cega toma conta deles, de tal forma que, quando chegam à Cornualha, já são amantes.

Começa então o mórbido, mas interessante relato do casamento de Isolda com o já desconfiado Marco e a continuação de sua aventura com Tristão. Segue-se então a descoberta e a fuga de Tristão para a Britânia, onde se casa com uma princesa só porque seu nome também era Isolda (Isolda das Mãos Brancas), não podendo consumar o casamento.

Quando está prestes a morrer de uma infecção causada por uma seta envenenada, Tristão manda uma mensagem, implorando que Isolda da Irlanda viesse até ele, e ordena que, no retorno do barco, deveriam estender velas brancas se a trouxessem e negras se ela não viesse. Quando as velas brancas são vistas se aproximando, sua esposa Isolda diz que elas são negras. Angustiado, Tristão morre, e Isolda chega, para morrer ao lado dele.

Bibliografia:

O Rei Arthur e a Távola Redonda de Mauro Lima
Ceallaghan Wolfgang Anderyatt ψ


Brumas do Coração

Nobre Cavaleiro, as brumas dissipam a ilusão
E pedem passagem pelos mundos da eterna magia
No sonho que se desfaz nesta noite fria e sem fim
Emoções perdidas pelas terras distantes
Que um dia sozinho cavalgou
Pelas sendas do mistério e da paixão
Esqueça a dor e adentre o templo sagrado
Aqueça sua alma cansada nas chamas eternas
Construídas e edificadas nessa terra distante
Um pequeno espaço de tempo chamado Avalon
Muito além da percepção de vossas lembranças
Destrua as barreiras da emoção e da razão
Simplesmente não aceite mais a lágrima
Que um dia feriu os nossos corações
Muitos porém, se perdem por entre as formas
Esquecem a sua essência pelas teias do caminho
A vida é eterna e as histórias verdadeiras
Apenas aqueles que vencem a si mesmo
Completam o ciclo da roda no tempo
E renascem novamente
Além das brumas do coração.

Rowena Arnehoy Seneween ®

fonte:http://www.templodeavalon.com


Os Cavaleiros da Távola Redonda, segundo a lenda, foram os homens premiados com a mais alta ordem da Cavalaria, na corte do Rei Artur, no Ciclo Arturiano. A Távola Redonda, ao redor da qual eles se reuniam, foi criada com este formato para que não tivesse cabeceira, representando a igualdade de todos os seus membros. Em diferentes histórias, varia o número de cavaleiros, indo de 12 a 150 ou mais. A Winchester Round Table, que data de 1270, menciona uma lista com 25 nomes de cavaleiros.

Origens da Távola Redonda

O primeiro escritor a descrever a Távola Redonda foi o poeta do século XII, Wace, cujo Roman de Brut tomou como base a Historia Regum Britanniae de Geoffrey de Monmouth. Este recurso foi utilizado por muitos autores subseqüentes. Todavia, mesmo os primeiros autores atribuem a Arthur um séquito de guerreiros extraordinários.

Em Geoffrey, a corte de Arthur atrai os maiores heróis de toda a Europa. No material arturiano galês, muito do qual está incluído no Mabinogion, são atribuídas habilidades sobre-humanas aos homens de Artur. Alguns dos personagens do material galês aparecem mesmo sob nomes alterados como Cavaleiros da Távola Redonda nos romances continentais, os mais notáveis dos quais são Cai (Sir Kay), Bedwyr (Sir Bedivere), Gwalchmai (Sir Gawain) e Galahad aquele que conseguiu achar a Santo Graal.

Lista de Cavaleiros da Távola Redonda

Teoricamente, a Távola Redonda teria apenas 12 ou 24 cavaleiros, conforme as versões. No entanto, nas várias histórias e versões das lendas, aparecem referidos como cavaleiros mais de uma centena de nomes, dos quais os mais famosos vão a seguir referidos.

Nota: Nas versões medievais portuguesas das histórias da Távola Redonda, os nomes dos cavaleiros eram muitas vezes precedidos do título de nobreza "Dom". Modernamente, por influência anglo-saxônica, mesmo na Língua Portuguesa passou a ser comum proceder os nomes pelo título britânico correspondente ("Sir")

NomeVariantes do NomeAlcunhaDescriçãoObras Literárias
Accolon
Accolon de Gália Amante de Morgana e inimigo de Artur
Aglovale

Filho do Rei Pellinore de Listinoise
Agravain Agraveine
Filho do Rei Lot de Orkney
Bedivere Bedwir, Bedwyr
Condestável e um dos principais conselheiros de Artur
Boors Bors, Bohort, Bohor Boors, o Exilado Rei de Gaunes (Gália), irmão de Leonel, primo de Lancelot e de Heitor. Um dos que chegaram ao fim da demanda do Graal
Breunor
La Cote Male Taile

Cador



Calogrenant



Caradoc Karadoc Caradoc Vreichvras (Caradoc Braço-Forte)

Colgrevance



Constantino Constantine
Filho de Cador e que se tornou Rei após a morte de Artur
Dragonet
O Bobo da Corte

Daniel



Dinadan

Irmão de Daniel e Brunor
Gaheris Guerrehet
Filho de Lot e de Morgause
Galahad Galaaz Galahad, Le Preux (Galahad, o Valente Cavaleiro) Filho de Lancelote
Galehaut

Senhor das ilhas longínquas
Gareth Gaheriet Gareth, o Franco Filho de Lot e de Morgause
Gauvain Galvão (versão portuguesa medieval), Gawain, Gauvaine, Gawaine, Balbhaidh, Gwalchmai O Falcão Filho de Lot e de Morgause e sobrinho de Artur Sir Gawain e o Cavaleiro Verde
Geraint Érec

Érec e Énide
Gingalain
O Belo Desconhecido Filho de Gauvain
Girflet Jauffré


Heitor das Lagoas Hector, Ector Heitor das Lagoas Filho do Rei Ban de Benoic e da Rainha Helena, padrasto de Artur e pai de Kay
Hoel



Hunbaut



Ivain Ivaine, Ywain, Owain, Owains O Cavaleiro do Leão Filho de Uriens e de Morgana. Um dos melhores cavaleiros, banido por Artur, mas a ele fiel e às demandas. Acompanhado de um leão.
Ivain, o Bastardo

Também filho de Uriens
Kay Cai, Kai, Keu, Caius, Caio
Senescal, frequentemente associado com Bedivere, um dos primeiros personagens a figurar na coroação de Artur
Lamorak



Lancelot Lançarote, Lancelote, Launcelot Lancelot do Lago, O Cavaleiro da Carroagem, O Cavaleiro Branco Filho do Rei Ban, meio-irmão de Heitor e Pai de Galahad. Criado por Viviane num lago. Salvador e amante de Guinevere.
Leodegrance Leodegrans, Léodagan
Pai de Guinevere e Guardião da Távola Redonda
Leonel Lionel
Filho do Rei Bohort
Lucan



Meleagant

Se dizia filho bastardo de Leodegrance e sequestrou Guinevere
Mordred Mortret Jovem Deus Cornudo Filho ilegítimo de Artur e Morgana e destruidor do seu reino
Morholt



Palamedes
O Sarraceno O Cavaleiro da Besta Ladradora.
Pelleas



Pellinore

Pai de Elaine, que com a ajuda de Morgana se casou com Lancelote e foi mãe de Galahad
Perceval Peredur, Percival, Persifal, Parsifal, Parcival, Parzifal Perceval o Gaulês Filho de Pellinore e, em algumas versões, vencedor da demanda do Graal
Safir

Irmão de Palamedes
Sagramor Sagremor Sagramor, le Desrée Neto do Imperador Adriano de Constantinopla
Tor



Tristão Tristan, Tristam Tristão de Lyonesse
Tristão e Isolda
Uriens

Rei de Gore, foi casado com Morgana, irmã de Artur
Artur

Coroado Rei da Britania após retirar a espada da pedra. Rei Artur



Cerco de Galahad.


FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cavaleiros_da_T%C3%A1vola_Redonda

publicado por luzdecuraeamor às 10:51
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

A TOCHA, SÍMBOLO SAGRADO DO DISCÍPULO DA LUZ


A TOCHA, SÍMBOLO SAGRADO DO DISCÍPULO DA LUZ
Uma mensagem de Kuan Yin canalizada por Malu Rossi

Bem Amados,

Urge que se faça em vós a grande faxina. Utilizai a chama violeta mais assiduamente para que possais limpar, transmutar, transformando tudo o que ainda existe em vós, marcas de vidas passadas, registros que não necessitais mais carregar em vossa memória celular.

Os tempos são outros, tempos de mudança, renovação, ressurreição para a nova vida que é a que sempre esteve em vossos corações, mas que foi distorcida e esquecida pelo véu de Maya, por tantas outras escolhas que culminaram num jogo de ilusão, de poder, no qual vos permitistes ser manipulados.

Urge que se faça a grande faxina, não para que vos livre do ontem como lixo, não. Mas honrando e abraçando amorosamente todos os aspectos do vosso passado e, na aceitação, através da compaixão, estareis vos libertando para que a ressurreição se faça, na liberdade, na paz, em harmonia com o Todo.

Vossas vidas passam por intensas transformações em todos os níveis; muito é parte do reflexo do grande inconsciente coletivo da humanidade. É preciso que saibais distinguir o que é vosso, o que vem de vós, para não entrardes na confusão mental que traz o medo, a sensação do abandono. Sempre vos devereis voltar ao vosso Templo Sagrado, vosso coração de luz e deixar-vos receber as informações de Deus Pai/Mãe. E assim, nesta conexão sagrada, encontrareis a verdade, a paz necessária e o equilíbrio, para que possais pautar vossas vidas na paz, na harmonia, na certeza de quem sois, e de que estais cada vez mais próximos dos tempos do Céu na Terra.

As emanações que chegam são cada vez mais absorvidas por todos pela retirada acelerada da névoa, dos véus da ignorância que vos mantinham atados a uma imaginária prisão. Aconteceu, existiu para vós como realidade na 3D; agora o Pai Celestial decreta o fim destas arbitrariedades que aconteceram no mundo dual, para os que aceitarem, compreenderem que isto não é mais a vossa verdade, que podeis sair desta matriz retrógrada que só vos retardou em matéria do vosso tempo.

Muitas situações assim são explicadas como carmas, a roda de Sansara, mas agora houve o BASTA de tanta subserviência, de ignorância, medo e assim podereis despertar deste sono manipulado.

Acordai, Discípulos da Luz, acordai para a realidade de que sois mantenedores da tocha sagrada, que sois sementes das estrelas, os grandes magos despertando para assumir a filiação sagrada.

A Tocha é um símbolo do discípulo da Luz, a tocha violeta pode vos trazer a limpeza e a clareza necessárias para prosseguirdes nesta nova vida, sem registros passados que não vos servem mais.

Sois fortes, sois intensamente protegidos pela vossa própria luz, pelo vosso autoconhecimento que vos traz a alegria e a certeza de que, após transmutardes todas as sequelas, traumas, dores e medos, podereis vos sentir livres, leves de bagagens, para que possais criar na vossa realidade a vida plena de luz , de amor que tanto sonhais.

Sempre que quiserdes, sentai em vossa Lótus, a flor sagrada que vos presenteio como símbolo do renascimento, da liberdade, da vossa sagrada condição. Livres do lado da ilusão, estais acessando patamares mais altos de Luz. Sentados em vosso Lótus, permanecei ali para meditardes, para sentirdes e perceberdes a vossa verdadeira essência, que é Crística, é sagrada e a própria Luz.

Deixai a inteligência da Luz penetrar vossos corpos, fluindo amorosamente em vossas células, partículas de vosso sagrado ser e entregai-vos à sensação. Grandes insights poderão ocorrer e também a beleza do amor, a paz amorosa vos acolherá. É uma bela experiência que podereis repetir sempre que qualquer turbulência de fora possa vos tirar do equilíbrio.

Amai-vos, honrai vossas vidas, e sabei que não há julgamentos nem culpas. Tudo tem um motivo que podereis preencher de compaixão e amor e mudar, acalentar, aceitando a transformação.

Amados, sois aqueles tão especiais filhos da Fonte inesgotável do Amor do Pai; sois merecedores do nosso mais carinhoso abraço de gratidão por todas as experiências vividas, pelo serviço que prestais levando vossa palavra, o exemplo, por onde passais.

Que possais utilizar a chama violeta da misericórdia e compaixão também para auxiliar a todos no planeta e na final purificação de Gaia que já liberta, transcende as barreiras e sobe nas dimensões da Luz.

Que possais reverenciar vossas presenças Crísticas e assim caminhardes no Eu Sou junto com Aquele Que Tudo É. O Pai Celestial que vos aguarda de braços abertos, desta viagem tão longa, a volta no triunfo da verdade, em unidade com o Cristo em vós.

Que a presença do Lótus Sagrado vos acompanhe em todas as vossas evoluções.

Eu vos abençôo na luz do amor, da compaixão.


Eu Sou Kuan Yin
publicado por luzdecuraeamor às 22:59
link | comentar | favorito
Sábado, 1 de Maio de 2010

PERMANECENDO NO OLHO DA TEMPESTADE ASAS - Karen Bishop 30 de Abril de 2010

PERMANECENDO NO OLHO DA TEMPESTADE
ASAS - Karen Bishop
30 de Abril de 2010


Bem-Vindos!


Nós estamos entrando em novo território agora, e continuamos a evoluir, enquanto ao mesmo tempo estamos presentes durante os estágios finais do “final do fim”, encontramo-nos em espaços novos e interessantes que podemos ainda não termos experienciado.

O velho mundo, como o conhecemos está se desintegrando mais rapidamente agora. Nós podemos achar que é mais difícil do que nunca interagir e nos envolvermos com muita coisa. Nada pode parecer “adequado” ou bom, podemos imaginar onde é que estamos destinados a estar, e além disto, podemos nos sentir desorientados em um espaço do não espaço, pois tocarmos os remanescentes da velha realidade são como hábitos forçados de sobrevivência que devemos suportar por um pouco mais de tempo.

Como se tivéssemos sido lançados no ar rarefeito, flutuando no espaço cósmico sem âncora, e mantendo apenas o nosso próprio centro pessoal dentro de nós mesmos, esperamos enquanto o velho mundo continua com a sua desintegração e final de energias e de criações que podem nunca começar a se ajustar em uma realidade do novo mundo.

Os alinhamentos do novo, a preparação da Terra para o novo, e os abalos que continuarão a se revelar por vários meses, criaram uma instabilidade ao nosso redor que está nos forçando a agarrarmos algo a que nos firmarmos... algo que possamos esperar e orar que pareça remotamente bom e amoroso.

Como atores em uma peça, onde o script não mais se aplica, podemos continuar com os nossos velhos planos e máscaras, ou até imaginarmos como pretendemos interagir com outros que se entrincheiram em uma caixa de medo, esperando subconscientemente quem sabe o que. E, mesmo, na melhor das hipóteses, ao observarmos ainda outros se comportarem como se tudo estivesse aparentemente bem, quando muitos sabem o que está próximo nos níveis invisíveis, pode fazer alguns de nós imaginarmos em que estranho filme de ficção científica nós nos colocamos.

Naturalmente, como sempre, nós estamos avançando com um processo de ascensão espiritual que se desdobra e se revela de modos que nunca teríamos imaginado, até que eles estejam diretamente sobre nós. E, como sempre, é precisamente a opção do livre arbítrio que cria que tipo de experiência o planeta terá enquanto ele continua a se transformar e a se moldar em um novo e vibrante lar para uma realidade muito nova.

Deste modo, ainda que muito esteja chegando a um definitivo final, é o nosso processo espiritual evolutivo que está em sintonia com tudo isto, criando novos indivíduos que aprenderão e evoluirão para seres de vibração mais elevada, que naturalmente se encontrarão bem onde eles precisam estar, e sendo precisamente quem e o que eles precisam ser também.

Como aconteceu tantas vezes até agora com este tipo de experiência, o plano foi novamente alterado ou pelo menos remodelado em algo que se encaixa com o atual desenrolar das escolhas e modos do livre arbítrio que o planeta e os seus habitantes escolheram vivenciar nesta grande mudança.

O medo e a auto-preservação criaram uma imensa experiência de separação. Nós não estamos “percebendo” o outro, e assim, o começo de novas criações com outros em um nível muito mais elevado de vibração que permaneçam intactas durante o derradeiro final, foi drasticamente atrasado agora. Deste modo, estamos agora sendo encorajados a “passarmos despercebidos”, por assim dizer, e nos abrirmos para novos espaços que sejam muito mais sutis, leves, fáceis e que não mantenham qualquer tipo de espaço grande e dramático.

Esta adaptação a um plano de nível mais elevado se manifestará de vários modos. Nós podemos nos encontrar trabalhando para outros com um salário seguro, ao invés de sermos independentes. Podemos nos encontrar em papéis que sejam centrados e simples, sem agenda ou plano. Podemos perceber que não precisamos “fazer” nada, mas agora simplesmente curtirmos onde estamos, pois muito sutil e puramente estamos destinados a ser quem sempre fomos em nossos níveis mais verdadeiros e mais elevados. As coisas serão muito mais tranqüilas, enquanto permanecemos no olho da tempestade. Nós não estaremos criando nada novo.

Pode parecer que estamos retornando ao velho ou à tendência atual, mas o que está ocorrendo, é que estamos voltando ao básico. Muita coisa (incluindo a eletrônica, por exemplo), foi tão distante quanto ela podia, ao ponto onde ela perdeu a sua intenção original e pura (incluindo o movimento da “Nova Era” também), e agora deve chegar a um final. Além disto, nós estamos voltando ao que parece a tendência atual, porque estamos ancorando na nova terra e ela está bem aqui.

Nossos novos espaços e papéis se tratam simplesmente de ser. Sermos os aspectos mais verdadeiros e mais simples de nós mesmos. E, enquanto estes aspectos chegam tão naturalmente até nós, estes novos espaços serão mais fáceis. Nós estamos sendo encorajados agora, a sermos faróis de luz auto-sustentáveis, bastando sermos nós mesmos. Podemos perceber que não temos nenhum desejo de auxiliar com qualquer coisa, ajudarmos a alguém, ou qualquer coisa neste sentido. Podemos ver outros pedindo a ajuda que podemos ter proporcionado em tempos passados, e sentirmos que “concluímos” com este tipo de coisa. Podemos sentir um grande final para a maior parte das coisas que já conhecemos. Um desfecho.

O que está acontecendo aqui é que estamos sendo movidos para novos espaços de grande proteção contra a queda. Não pretendemos cair com tudo o que está caindo, ou até mesmo auxiliarmos o processo. Nós estamos agora sendo guiados aos espaços que estão muito livres da velha realidade que está caindo como uma seqüência de dominós. Se parecíamos invisíveis antes, nos sentiremos até mais invisíveis agora. Isto é porque não podemos nos permitir ser agarrados como coletes salva-vidas, permitindo que aqueles que possam estar se afogando em pânico nos empurrarem e contribuírem com a nossa morte.

Em tempos passados, nosso processo evolutivo espiritual gradualmente nos fez sentir invisíveis, pois estávamos agora vivendo e vibrando em um nível muito mais elevado de existência. Aqueles com densidade e auto-absorção, que criam mais egos, foram incapazes de nos ver. Agora, estamos mais invisíveis do que nunca, pois estamos naturalmente sendo levados aos espaços de segurança e de proteção durante estes massivos términos e tempos de grande colapso.

O plano anterior era que nos afastássemos da velha realidade, o que muitos fizeram. Então, nós tínhamos planejado que começaríamos uma realidade muito nova em um mundo muito novo, enquanto nos reuníamos como irmãos e irmãs. Esta nova realidade que criaríamos como um todo, nos sustentaria enquanto a velha realidade eventualmente desapareceria de um modo muito gradual e amoroso. Ao mesmo tempo, nós auxiliaríamos aqueles que estivessem dispostos e que estivessem pedindo, nos degraus vibracionais acima da escada da ascensão. Bem, adivinhem? Os seres humanos têm o livre arbítrio e isto criou ainda outro ajuste do plano. Isto terminará?

Almas em um número significativo não estão prontas e assim o velho plano não pode acontecer. A velha realidade está realmente terminando, e a Terra está evoluindo como ela tinha planejado, mas o “como” e o caminho que nos está levando lá estão mudando a toda e cada respiração que tomamos. Nós estamos certamente em um espaço novo e de vibração mais elevada no cosmos, e isto por si só cria estados de ser novos e surpreendentes, tudo por conta própria. Assim, não importa o que possa parecer estar acontecendo ao nosso redor, o que está acontecendo dentro de nós é algo muito novo, realmente... e tudo isto se refere à energia do coração. É a energia do coração que nos levará exatamente onde precisaremos estar, e o que servirá como nossa fonte para criar qualquer coisa que possamos precisar em tempos vindouros.

No dia 21 de Abril eu despertei de madrugada para encontrar o meu pai no meu quarto. Um pouco desnorteado, ele não tinha muita certeza de onde ele estava. Tudo o que ele pôde dizer, foi: “Eu não tinha certeza do que esperar. Eu realmente não sabia como seria.” Algumas horas mais tarde, a minha filha me chamou para me dizer que ele tinha morrido, e isto foi naquele exato momento que ele tinha chegado ao meu espaço. Nós passamos os dois dias seguintes atônitas, enquanto ele partia por breves períodos e então retornava. Em um período muito breve ele tinha aprendido a se deslocar e compreendido onde ele estava agora. Embora somente nesta fase particular (imediatamente após a transição) do não físico por um breve período, foi agradável falar com ele novamente.

Querendo saber por que ele tinha vindo ao meu espaço imediatamente quando ele deixou o corpo, ao invés de chegar em outro lugar, e lhe perguntando sobre outros lugares que ele tinha viajado durante estes poucos dias, ficou claro que é a energia do coração que dita o que se liga com o que.

Meu pai sempre soube o quanto eu o amo. Eu fui abençoada por não ter absolutamente nenhum pesar quando o seu tempo aqui estava terminando. Eu sei que ele sentia o meu amor por ele durante todos os seus dias, e ele sempre apreciou isto. Então, foi o seu grande amor que compartilhamos que ditou onde ele aterrissaria quando deixasse a sua forma. Ditou também onde ele viajaria em seguida, como às vezes ele me dizia o que tinha feito naquele dia. Uma noite nós conversamos por algum tempo e eu finalmente disse: “Pai, eu estou exausta. Eu preciso desligar a luz e dormir um pouco”. Sentindo que eu o poderia estar expulsando, eu lhe perguntei o que ele fazia enquanto estavam todos dormindo. “Oh, Karen”, ele respondeu, “Há tantos lugares para ir! Eu vou aos concertos e em todos os lugares que eu quero!” Ele adorava a música, e eu podia sentir a felicidade e a alegria que ele sentia enquanto em um concerto em algum lugar no planeta. Seu coração e alegria os levariam imediatamente onde ele desejasse estar e com o que ele desejasse experienciar.

Durante vários dias que precederam o seu serviço memorial, ele partira do meu espaço. Eu sabia que após um serviço memorial, a maior parte das almas parte para a sua próxima fase de “entrada”. Eu tinha lhe pedido durante uma de nossas últimas conversas, após ele ter feito a transição, que, por favor, me avisasse quando ele estivesse “realmente partindo”, por um tempo. Na noite de seu serviço memorial (o qual eu não “pretendia” comparecer), enquanto eu estava sentada com a minha filha em sua sala tarde da noite, ele se apresentou e me disse que ele estava agora prosseguindo para a próxima etapa de sua jornada. No dia seguinte, eu pude ver a sua alma muitas vezes, mas era o meu pai muito mais jovem, durante os seus dias mais felizes quando ele estava crescendo na Índia.

Eu lhes conto esta história porque vários de vocês escreveram e me pediram que compartilhasse isto, pois vocês têm amados que partiram recentemente também, e também porque o nosso próprio processo espiritual evolutivo de morrer enquanto estamos vivos, é muito semelhante.

Nós navegamos através do coração na próxima dimensão. Quando estamos no espaço do coração, tudo é dramaticamente diferente. E podemos agora permanecer nestes estados na maior parte do tempo. No espaço do coração, podemos ver muito mais. Tudo faz sentido, e tudo é claro. E, além disto, nós nos vemos, vemos que absolutamente tudo está realmente conectado e apóia um todo (ou modo de existência), e chegamos a ver claramente que o mundo da separação é criado a partir da densidade que existia na velha realidade e nas dimensões ou emoções de vibração menos elevada.

Uma vez que chegamos mais plenamente a estes reinos mais elevados, pode ser extremamente desafiador ser uma parte do que se deixa para trás, e vivermos em um mundo de separação. Podemos querer gritar: “Vejam-me! Eu estou aqui!”, assim como o meu pai pode ter sentido depois que ele deixou a sua velha forma e estava ainda flutuando por perto em um velho mundo do seu passado. Se vocês evoluíram para um estado onde tudo o que vocês conhecem é energia de grupo e que, certamente, nos reverenciamos muito por quem e pelo que somos, pode literalmente parecer que o inferno está em um mundo onde isto não é a norma.

Até que este momento chegue, e enquanto estamos ainda vivendo na realidade física que ainda nos envolve, nós estamos sendo encorajados a permanecer no olho da tempestade, sermos quem sabemos que somos, em nossas formas mais verdadeiras e mais simples, e sabermos que todas as nossas necessidades serão milagrosamente satisfeitas. Uma corrente invisível de energia divina está navegando para nós durante este tempo. Está arrumando as coisas para nós, certificando-se de que sejamos cuidados, e tudo o que precisamos fazer é seguir as migalhas de pão e aproveitarmos as oportunidades para onde os nossos corações estão navegando.

Enquanto a energia do coração começa a tomar conta de tudo, nós, ao mesmo tempo, aprenderemos modos muito novos de existência que servirão para nos sustentar durante o período da queda. Enquanto eu dirigia através dos Estados Unidos na semana passada, eu fui abençoada por estar na energia do coração e para a experiência que ela me conduziu. Eu encontrei as pessoas mais surpreendentes nas menores cidades, e tive as experiências mais amorosas e respeitosas que eu tive por muito tempo. Foi tão maravilhoso que até a minha gata apreciou a viagem, e ela geralmente fica angustiada durante a viagem.

A energia do coração supera a tudo. Não importa que crença espiritual se tem, de que cor se é, qual estilo de vida se tem, qual a profissão ou a idade. Ela é a cola e a conexão, e é o que nos permite que nos vejamos. E quando no espaço da energia do coração, nós precisamos somente permanecer em nosso próprio espaço... centrados e no olho da tempestade.

Com muito amor e gratidão,

Karen.


Os Direitos Autorais Universais estão legalizados aqui. Por favor, distribuam livremente, contanto que o site: www.emergingearthangels.com, seja incluído como o recurso e esta informação seja distribuída sem nenhuma base comercial.

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
http://www.luzdegaia.org/alertas/kbishop/no_olho_da_tempestade.htm

tags: , , , , , , , , ,
publicado por luzdecuraeamor às 19:54
link | comentar | favorito

PURIFICAÇÃO PARA AJUDAR NO ESPLENDOR DA ALMA Mensagem de Lady Portia - canalizada através de Natalie Glasson 26 de Abril de 2010

PURIFICAÇÃO PARA AJUDAR NO ESPLENDOR DA ALMA
Mensagem de Lady Portia canalizada através de Natalie Glasson
26 de Abril de 2010


Meus amados amigos, uma riqueza de amor incondicional é expressa através da minha energia e da minha alma e do grande grupo de seres de luz com quem eu trabalho para ajudar na evolução e no despertar da humanidade. Nós unimos as nossas energias agora para trazermos esta comunicação que está focada na limpeza e na purificação das energias. A limpeza ou a purificação das energias, emoções e pensamentos do seu ser é muito importante, pois lhes permite continuar a manter uma clareza em sua mente e em sua energia. Vocês experienciam muito na Terra, seus sentidos estão sobrecarregados de imagens, pensamentos, sons, situações, emoções e as projeções de outros. De muitas maneiras vocês têm uma habilidade maravilhosa de absorver tanta informação e mantê-la em sua aura, até as energias ou as idéias que vocês não tinham observado dentro de sua realidade. Isto significa que as suas energias podem se tornar confusas e instáveis. Vocês podem achar que as informações ou idéias mantidas dentro do seu ser se tornam estagnadas, porque não foram reconhecidas, usadas ou liberadas. Vocês poderiam ser comparados a uma sala em que estão enchendo constantemente com novos objetos, sem a remoção dos velhos objetos ou do lixo primeiro. Eu sei que todos vocês estão conscientes da importância de purificarem a sua energia e liberarem os velhos hábitos ou emoções, especialmente quando se sentem doentes ou com uma vibração inferior, mas eu desejo lhes lembrar que a purificação e a cura são necessárias com mais freqüência. É benéfico dedicar algum tempo todos os dias para pedir a purificação ou a limpeza de sua energia, porque enquanto vocês viajam através da sua realidade é quase como se estivessem acumulando pó e é este pó que pode dificultar o brilho de sua alma e da luz natural do Criador.

Se vocês estão constantemente coletando informações e idéias durante o seu dia sem que os compreendam, então vocês perceberão que há aspectos de sua energia dos quais estão inconscientes, que têm uma vibração menos elevada ou uma separação de sua verdadeira existência. Em minha opinião as purificações e a cura devem se tornar o seu foco principal, ainda que estejam se sentindo com a saúde radiante e perfeita, porque ao reduzirem a desordem em sua aura e corpo, vocês estão trazendo uma energia de vibração elevada e equilibrada ao seu ser e esta se torna uma base extremamente forte e poderosa. Através da constante purificação e cura, vocês começam a se examinar mais plenamente e a compreender as suas energias, assim como embarcam em uma jornada onde a vibração de sua energia está sendo constantemente aumentada. A purificação e a cura criarão também um espaço sagrado que permite que a sua alma se torne mais presente e evidente dentro de sua energia, fundindo-se para se tornar una com o seu ser. Quando vocês não purificam o seu ser e não acrescentam novas energias de cura a sua atual vibração energética, então a sua alma pode se tornar desorientada ou não reconhecida em um mar de confusão. Isto significa que o poder da alma em sua realidade é diminuído.

Quando permitimos que a nossa energia permaneça com uma vibração elevada e limpe rapidamente pensamentos, emoções ou projeções e idéias desnecessários de outros, então estamos nos preparando para uma completa e absoluta integração com o Criador.Se vocês tivessem uma pessoa importante visitando a sua casa, provavelmente arrumariam e limpariam em respeito próprio e à pessoa, mas para criar também um espaço que seja feliz e alegre para a ocasião. É o mesmo quando desejam se conectar com o Criador e com a sua alma; há uma necessidade de criarem uma energia interior e ao redor de vocês que seja sagrada. Isto nem sempre pode ser possível, pois a situação e as experiências na Terra lançam novos desafios, mas quando vocês têm um foco que seja dedicado à constante purificação e à cura de vocês e das energias, vocês perceberão que permanecem equilibrados e são capazes de lidar com situações com maior facilidade.

É o meu desejo que reservem um tempo para contemplar isto e compreender se há uma necessidade de dedicarem mais tempo à purificação e à cura do seu ser e como vocês acreditam que isto auxiliará o seu crescimento espiritual e a conexão com o Criador.

Eu desejo também compartilhar com vocês uma breve, porém benéfica meditação para auxiliá-los na purificação e na cura do seu ser com o foco. Permitam-se respirar profundamente primeiro para conquistar um estado de paz e de tranqüilidade.

“Eu invoco a energia e a presença de Lady Portia para que se aproxime de mim, permitindo agora que o Grupo de Seres de Luz do Ashram do Sétimo Raio me envolva em um círculo de luz. Eu invoco a proteção de todos os seres de luz amorosos e positivos presentes e peço que Lady Portia supervisione completamente este processo de purificação.”

(Imaginem, sintam ou reconheçam isto e a luz que os envolve.)

“Eu invoco a chama violeta da transmutação para descer sobre o meu ser e que purifique as minhas energias completamente, dissolvendo todas as energias desnecessárias que eu possa ter aceito ou absorvido da minha realidade sem perceber e qualquer energia estagnada dentro do meu ser. Eu peço que a chama violeta da transmutação purifique e limpe as minhas energias apropriadamente para trazer uma maior sensação de clareza à vibração da minha mente, corpo, emoções e energia.”

(Visualizem, sintam ou aceitem a presença da chama violeta os envolvendo completamente, aceitem que uma profunda purificação está ocorrendo e que muita confusão está sendo liberada.)

“Eu peço que a chama violeta se dissipe quando a purificação for concluída.

“Eu peço que Lady Portia e os Seres de Luz do Ashram do Sétimo Raio canalizem a sua energia violeta do sétimo raio profundamente em meu ser para que continuem o processo de purificação, estabilizem e equilibrem as minhas energias”.

A luz violeta fluirá em seu ser de todas as direções, trabalhando adequadamente com as suas energias.

“Eu peço que Lady Portia canalize em todo o meu ser a Luz Purificadora Violeta Diamante mantendo a vibração elevada da Consciência do Criador, a energia da ativação e a clareza.Eu estou aceitando esta energia pura e a luz”.

(Fiquem em silêncio por um momento para experienciar a vibração diferente desta luz.)

“Enquanto toda a minha energia está sendo purificada, eu começo a ativar o chacra da minha alma e o chacra cardíaco para permitir que o amor puro que existe dentro do meu ser emane e se funda com as energias purificadas do meu corpo, aura, mente e emoções. Eu peço que Lady Portia e o Grupo do Sétimo Raio abram também os seus corações e almas para mim, compartilhando comigo o amor puro do Criador, de modo que eu possa absorver o amor e existir dentro do amor. Eu sou grato pelo seu amor incondicional e sei que este é a cura e que eleva todo o meu ser.”

(Inspire o amor incondicional que é compartilhado com vocês agora.)

“Mantidas no amor do Criador e de todos os presentes, eu permito que as energias desnecessárias que eu possa ter absorvido hoje e em meu passado fluam para longe de mim agora. Elas não são mais necessárias e qualquer ligação que eu possa ter mantido foram dissolvidas. Eu peço também que Lady Portia coloque um escudo de amor ao redor da minha aura e que ele aja como um filtro, permitindo-me absorver somente energias estimulantes da minha realidade que intensifiquem a clareza, o equilíbrio e a pureza do meu ser, criando um refúgio sagrado dentro de mim, em honra e respeito a minha conexão com o Criador. Obrigado e que assim seja”.

Praticando isto todos os dias os auxiliará a elevar a vibração da sua energia e reforçará a sua conexão com a sua alma e com o Criador.

Com bênçãos sagradas e uma riqueza de cura e de amor,

EU SOU Lady Portia

Natalie Glasson, Wisdom of the Light
www.wisdomofthelight.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
http://www.luzdegaia.org/outros/diversos/purificacao_da_alma.htm

publicado por luzdecuraeamor às 19:52
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

Princípios do Reiki: Hoje eu abandono a raiva----- Hoje eu abandono as minhas preocupações------ Hoje eu conto com todas as minhas bênçãos------ Hoje eu honro os meus pais, o meu próximo, os meus mestres e os meus alimentos------ Hoje eu ganho a minha vida honestamente------ Hoje eu sou gentil com todas as criaturas vivas------

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O PODER DE CURA DOS TRABA...

. EXERCÍCIOS DA CHAMA VIOLE...

. O CAMINHO DA CONSCIÊNCIA ...

. RECONEXÃO NA ALEGRIA E NO...

. ABERTURA DO PORTAL ESTELA...

. AS ENERGIAS DA NOVA TERRA...

. A Criação da Presença EU ...

. A CIÊNCIA DA CRIAÇÃO DELI...

. RELATÓRIO DA ENERGIA PARA...

. Limpeza da casa

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.links

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. -

. 2010

. a

. anael

. anjos

. arcanjo

. as

. através

. autres-dimensions

. benção

. canalização

. canalizada

. com

. da

. de

. deus

. do

. dos

. e

. em

. fevereiro

. hilarion

. janeiro

. luz

. mãe

. maria

. marlene

. meditação

. mensagem

. mensagens

. mestre

. mestres

. miguel

. o

. oração

. os

. para

. pensamento

. por

. salusa

. todas as tags