Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Ensinamentos de Sai Baba - Parte Um – O Caminho da Devoção - 2º Capítulo: Entrega - A Transformação do Homem em Deus

Capítulo 2


 
O Universo
O Caminho da Devoção
Seu Ser Superior é Deus
O Poder Ilimitado de Deus
O Devoto é Maior até mesmo do que Deus
Você Pode Atar Deus Com o Poder do Amor
Da Dualidade a Não-Dualidade
Perto e Querido
Não Demonstre Ódio a Ser Algum



Krishna declarou na Gita: "Se você entregar-se completamente a Mim, e refugiar-se em Mim; você será protegido por Mim. Eu eliminarei seus pecados e irei guiá-lo à auto-realização." Você deve ter este ensinamento como um tesouro em seu coração. Firmemente, siga o caminho da entrega ao Senhor; e Ele cuidará de você, e levará você até Ele.

Encarnações do Amor,

O poder de Deus é incomensurável e ilimitado. A grande diversidade que você percebe quando observa o universo é resultado do poder divino de iludir. O universo físico visível aos olhos humanos é apenas uma parte muito pequena do infinito poder de Deus. Todos os mundos podem ser cobertos por apenas uma fração do pé do Senhor. É impossível entender a grandeza do Senhor. Ele permeia todo o universo, grosso e sutil. Não há lugar onde Ele não esteja.

O Universo

O universo é o corpo de Deus. Ele encarnou-se na criação. Para entender o princípio divino no qual repousa o universo, você pode começar considerando o tamanho, a vastidão do universo. A Lua está a centenas de milhares de milhas da Terra. O Sol está a dezenas de milhões de milhas. Até mesmo a estrela mais próxima está a milhões e mais milhões de milhas; e, além disso, nos limites mais longínquos do universo visível, há estrelas que estão bilhões de vezes mais longe. Mas tudo isso que constitui o universo físico e que para nossa visão limitada é tão infinitamente vasto, é apenas uma minúscula parte do universo sutil. Comparado a este universo sutil, todo o grande universo físico não é maior do que o tamanho de um átomo.

O universo sutil, que é tão indescritivelmente grande quando comparado ao universo físico, é apenas uma parte microscópica de um aspecto muito, muito mais vasto que pode ser exposto como o universo causal. Este é conhecido como universo causal por ser desse finíssimo aspecto que se originam os mundos físico e sutil. Todos estes três mundos, o físico, o sutil (ou mental) e o causal são tão incrivelmente grandes que as escrituras declaram que estes não podem ser entendidos pela mente humana ou descritos em palavras. Esses mundos estão além da imaginação, além da habilidade mental de entendimento. Ainda assim, além de todos esses, transcendendo o físico, o sutil e o causal, está o princípio divino, a causa fundamental de tudo.

O Caminho da Devoção

Deus está além do físico, do sutil e do causal. Mas, como Soberano, Ele governa todos estes. Ele é o Senhor do tempo: passado, presente e futuro. Aos seres humanos foram dadas capacidades limitadas, assim, é muito difícil entender o princípio divino. Nesse caso, o caminho mais fácil a seguir é o caminho da devoção. Esse foi o quê Krishna ensinou a Arjuna. Krishna descreveu o caminho devocional em três etapas.

A primeira e mais importante é:

Trabalhe para Deus! - Você pode não se dar conta, mas cada pequena parte de seu trabalho seu já é feita para Deus. Ele é o supremo Senhor deste mundo, e tudo aqui pertence a Ele. Sabendo disso, conscientemente, faça de cada ação que você executa uma oferta a Deus. Devote todos os seus trabalhos a Ele, lembrando-se sempre de que Deus não está fora de você.

A segunda etapa é:

Por Deus e nada mais! - Até esta etapa, você só pensou em si mesmo. Mas, quem é você ? Quem é esse "eu" que você usa para se referir a si mesmo ? Krishna disse: "Sou Eu quem resplandece em você." Este "eu" emana do ser supremo, do ser imortal, o atma. Este "eu" não deveria ser igualado ao corpo, ou à mente, ou à faculdade intuitiva, ou a qualquer outro aspecto do indivíduo. Ele transcende o pequeno ‘eu’ particular do indivíduo. Este "eu" se relaciona apenas ao ilimitado, ao ser impessoal, ao ser divino, que é o verdadeiro ser de cada um.

O limitado ser pessoal, chamando a si mesmo de "eu", associou-se ao universal. Mas o ser pessoal não é o ser real. Trata-se apenas de um reflexo do ser divino uno e imortal. Tudo que você tem feito tem sido para a satisfação do ser divino somente. Não percebendo esta sagrada verdade, você tem sido pegado e arrastado pela ilusão. Krishna disse a Arjuna: "O que quer que você faça, faça para satisfazer a Mim; faça por Mim. Faça tudo para Mim. Execute todas as suas ações em Meu benefício. Aja como Meu agente." Esse "Mim", "Meu" ou "Eu" que Krishna fala, não se refere a Deus fora de você. Refere-se ao atma, seu ser divino. Faça tudo, seja lá o que for, por Deus e mais nada, que não é outro senão o seu ser mais elevado.

A terceira etapa é:

Devote-se apenas a Deus! - Entenda o segredo interno desta diretiva. Devoção é a expressão do amor; e a emoção chamada amor emana de Deus, seu ser superior. O amor vem de Deus e é dirigido a Deus. O amor não tem relação alguma com sentimentos mundanos ou coisas profanas. Amor, que é apenas outra palavra para devoção, é o verdadeiro nome de seu ser mais elevado. Este princípio do amor, emanando do âmago de seu coração, deve saturar cada ação, palavra e pensamento. Isto acontecerá quando você considerar que tudo o quê faz, diz ou pensa é para a satisfação de Deus e mais nada.

Seu Ser Superior é Deus

No estado de vigília, você pode pensar que está fazendo tudo por causa do seu corpo e da sua mente. Mas, em sono profundo, você não está consciente de seu corpo ou de sua mente. Então, por quem você aproveita o descanso e a paz do sono? É por você mesmo. Dormir, alimentar-se, todas as várias atividades de sua vida diária são feitas apenas pelo amor que você tem a si mesmo. Você acredita que está fazendo tudo isso para seu ser pessoal, que você experimenta como sendo separado de Deus. Mas o "eu" que você chama a si mesmo, na verdade, emerge de seu ser mais elevado, que não é diferente de Deus. Tudo que você faz por amor a si mesmo chega a seu ser mais elevado e, assim, chega a Deus. Dessa forma, você deve fazer tudo com a consciência de que qualquer ação que você faça, boa ou má, certamente atingirá a Deus. Devoção significa tornar todas as suas ações sagradas e dedicadas apenas a Deus.

Nas antigas escrituras, nós encontramos a conversa entre um sábio e sua esposa na qual ele explica este significado interno a ela. Ele disse: "Pelo bem de quem você me ama? Caso você examine suas intenções mais profundas, você descobrirá que é por seu próprio bem. A esposa não ama o marido pelo bem do marido. É pelo bem dela mesmo que o marido é amado. E este ser dela é o verdadeiro ser, o ser superior. Você pode pensar que a mãe ama a criança pelo bem da criança, mas não é assim. É pelo bem dela mesmo que ela ama a criança. Novamente, pelo bem de seu ser mais elevado. Você pode sentir que o professor ama o aluno pelo bem do aluno, mas é por seu próprio bem que ele ama o aluno. De igual maneira, o devoto não ama a Deus pelo bem de Deus; é realmente por seu próprio bem que ele ama a Deus."

Quando o devoto sente a profunda alegria do amor por Deus, ele acredita que seu ser pessoal é quem sente esta alegria. Assim, seu amor por Deus apresenta traços de egoísmo. Mas o amor de Deus pelo devoto é completamente diferente. O amor de Deus pelo devoto não é egoísta. É somente pelo devoto. Nesse ponto, encontra-se uma verdade escondida muito importante, a qual pode ser encontrada por trás de cada prática espiritual: Deus não possui sentimento de individualidade ou separação. Ele não sente que algumas coisas pertencem a ele, outras não. Quando há o sentimento de diferença e individualidade, surgem o egoísmo e os sentimentos de "eu" e "meu". Mas Deus não se limita a alguma forma em particular. Ele não sente a separação do "meu" e "seu". Ele não possui egoísmo. Essas três regras: "Trabalhe para Deus...! Por Deus e nada mais...! Devote-se apenas a Deus...!" são dadas para o seu bem. Elas não são prescritas para beneficiar a Deus, mas para beneficiar você. Essas regras pretendem ajudá-lo a perceber seu verdadeiro ser removendo todos os traços de egoísmo e separação que encobrem a sua verdade e não permitem a você se tornar um com Deus.

O Poder Ilimitado de Deus

Caso você precise de um pouco de brisa, você pode pegar um leque e abanar-se. Assim, você obtém um pouco de ar. Por outro lado, quando há um poderoso tufão, você encontra grandes ondas quebrando na costa e árvores, até mesmo as grandes, sendo arrancadas pela raiz. A brisa de seu leque é muito limitada, mas o poder de Deus é tremendo; é ilimitado. Considere outros exemplos. Quando você tenta tirar água de um poço, você só pode tirar uma pequena quantidade. Mas quando há um pesado dilúvio, pequenas correntezas tornar-se-ão rios caudalosos que formarão um único grande fluxo de água. Um vem do poder limitado do homem; outro, do poder ilimitado de Deus.

Considere o exemplo em que há necessidade de luz em sua casa. Você poderá ascender uma vela ou ligar uma lâmpada elétrica. Mas, na alvorada, quando o Sol nasce, toda cidade e a floresta serão inundadas com a luz do sol. A pequena luz da sua lâmpada é muito fraca quando comparada ao esplendor do sol, que brilha magnificamente em toda parte. Novamente, este é o poder ilimitado de Deus comparado ao limitado poder do homem. Como você pode alcançar este poder ilimitado de Deus? Como pode a limitada capacidade do ser humano transformar-se na capacidade ilimitada de Deus? O modo é a entrega.

O Senhor declarou na Gita: "Eu destruirei todos os seus pecados e o elevarei à suprema posição que é a Minha própria." Como isso pode acontecer? O mundo físico que você vê com os seus olhos é o aspecto mais denso do universo. Quando esse aspecto mais denso assume uma forma mais sutil, na mente, você tem o universo sutil. E quando o aspecto sutil assume uma forma ainda mais sutil, no coração, você tem o universo causal. O Senhor infinito está além de todos estes aspectos. Ele é maior do que tudo que é grande, mas Ele assume uma forma menor do que tudo que é pequeno e se instala no próprio coração do devoto, nas profundezas do aspecto causal. A maravilhosa verdade é que o vasto, o ilimitado e poderoso Senhor se permite ser aprisionado no coração do devoto. Aqui está uma estória que ilustra isso.

O Devoto é Maior até mesmo do que Deus

Uma vez o sábio Narada veio à presença do Senhor. O Senhor perguntou: "Narada, em todas as suas viagens pelo mundo, você foi capaz de descobrir o principal segredo do universo? Você foi capaz de entender o mistério por trás deste mundo? Onde quer que você olhe, você vê cinco grandes elementos: terra, água, fogo, ar e éter. Qual você pensa ocupar o primeiro lugar? De tudo que pode ser encontrado no universo, o quê pode ser considerado o mais importante de todos?"

Narada pensou um instante e então respondeu: "Senhor, dos cinco elementos, o mais denso, o maior e o mais importante é certamente o elemento terra." O Senhor respondeu: "Como pode o elemento terra ser o maior quando três quartos da Terra são cobertos pela água e apenas um quarto é terra? Essa terra toda está sendo engolida pela água. O quê é maior: a coisa que está sendo engolida ou aquilo que esta engolindo?" Narada reconheceu que a água era maior por ter engolido a terra.

O Senhor continuou seu questionamento. Ele disse: "Mas, Narada, nós temos o antigo conto no qual, quando os demônios se esconderam nas águas, a fim de encontrá-los, um grande sábio veio e engoliu o oceano inteiro num só gole. Você acha que o sábio é maior ou o oceano é maior?" Narada teve de concordar que, sem dúvidas, o sábio era certamente maior do que a água que tinha engolido. "Mas," continuou o Senhor, "é dito que quando ele deixou seu corpo terreno, este mesmo sábio se tornou uma estrela no firmamento. Esse grande sábio está aparecendo, agora, somente como uma pequena estrela na vasta extensão do céu. Então, o que você acha que é maior: o sábio ou o céu ?" Narada respondeu: "Swami, o céu é certamente maior do que o sábio." Então o Senhor perguntou: "Ainda assim, nós sabemos que, uma vez, quando o Senhor veio como avatar e encarnou num corpo de anão, Ele se expandiu tão enormemente que era capaz de cobrir ambos, a terra e o céu, só com um de Seus pés. Você acha que o pé de Deus é maior, ou o céu?" "O pé de Deus certamente é maior," Narada respondeu. Mas o Senhor perguntou: "Se o pé do Senhor é tão grande, então... e sua forma infinita?

Nessa hora, Narada sentiu que havia chegado à conclusão final. "Sim," disse exultante, "o Senhor é maior do que tudo. Ele é infinito, além das medidas. Em todos os mundos, não há nada maior do que Ele." Mas o Senhor tinha ainda mais uma pergunta. "E o devoto que foi capaz de prender este Senhor infinito dentro de seu próprio coração? Diga-me agora, Narada, quem é maior: o devoto que tem o Senhor preso ou o Senhor que é preso pelo devoto?" Narada teve de admitir que o devoto era maior até mesmo que o Senhor e que, conseqüentemente, o devoto deve vir primeiro em importância sobre tudo, ultrapassando até mesmo o Senhor.

Você Pode Atar Deus Com o Poder do Amor

Um poder enorme, que pode atar até mesmo Deus, está ao alcance de cada devoto. Seja qual for a imensidão e a capacidade de qualquer poder, quão magnífico possa ser, se for limitado por algo mais, então aquilo que vincula deve ser considerado mais poderoso. O temeroso poder de Deus foi limitado pelo poder do amor; conseqüentemente, neste caminho da devoção, você pode amarrar o Senhor e mantê-Lo preso em seu coração. Se você pegar uma gota da água do oceano e a mantiver na palma de sua mão, comparada ao oceano a gota parece muito, muito pequena. Mas coloque a mesma gota d’água de volta ao oceano e ela se torna parte do oceano infinito. Se sua pequenez de ser humano for unida ao vasto poder do Senhor, você se torna infinito e todo-poderoso; você se torna um com Deus. Nas escrituras é dito: "O conhecedor de Deus realmente se torna Deus." Ou seja, o processo de conhecer a Deus o funde na unidade com Deus. Esse processo que une Deus e você é chamado caminho da devoção.

Infelizmente, muitas pessoas hoje preferem não reconhecer nem mesmo a Deus; ao contrário, preferem confiar somente em sua própria força limitada e se impressionam somente com façanha humana. Eles estão preparados para inclinar-se diante de um oficial da vila ou de um ordinário oficial de governo, mas se recusam mostrar humildade e obediência à personalidade cósmica todo-poderosa, que é o Senhor do universo. Deus, que é a origem e causa de tudo que é visível e invisível, está sendo ignorado. A razão para este estado lamentável é que muito poucas pessoas são capazes de compreender a verdade subjacente a este vasto universo manifestado. Se eles pudessem ver que tudo é apenas um reflexo da divindade una, nunca seguiriam o caminho errado.

Se você tem uma árvore dos desejos em seu quintal, por que buscar por frutos selvagens na floresta? Se você tem a generosa vaca celestial em sua casa, por que perambular pelo mercado a procura de leite para comprar? Se reconhecesse os benefícios sem limites que você obtém tendo a vaca celestial, você não buscaria mais e não seria pego na busca do insignificante. Para mentes estreitas, mesmo coisas pequenas parecem muito grandes. Você tem o que merece; pense pequeno e você se torna pequeno. Os pensamentos pequenos produzem qualidades pequenas. Você é atraído por coisas pequenas por pensar que seu poder é limitado. Mas, na verdade, seu poder é ilimitado.

Da Dualidade a Não-Dualidade

Você permanece pequeno identificando-se com o corpo. Você pensa: 'Eu sou o corpo'. Este pensamento o mantém em um estado de insignificância. Não obstante, expanda sua visão do estágio 'Eu sou o corpo' ao estágio 'Eu sou a alma, a centelha da divindade.' Dessa maneira, eleve-se do estágio de dualismo ao estágio intermediário de não-dualismo qualificado. Em seguida, você deve se expandir além do 'Eu sou a alma, uma parte da divindade' ao estágio 'Eu sou a própria divindade, eu não sou diferente de Deus. Deus e eu somos sempre um.' Este é o estágio espiritual mais elevado, o estágio da completa não-dualidade. O sentimento com o qual você começa , aquele em que você é o corpo, é baseado na dualidade; trata-se exatamente do local onde nasce a tristeza. Enquanto você estiver imerso na dualidade, tudo é tristeza e aflição. Se você se identificar com o ser supremo, tudo será felicidade e alegria.

Você deve elevar seu pensamento e sempre se identificar com seu ser mais elevado, desistindo, assim, da falsa identificação com o corpo. Esta é a atitude apropriada à adoração. A adoração em sânscrito é chamada upasana, que significa sentar-se próximo a Deus. Mas não é suficiente apenas sentar perto e estar próximo. A rã senta-se no lótus, mas ela se beneficia do doce néctar que está no lótus? Apenas estar perto do Senhor não é de qualquer utilidade; você também deve ser querido a Ele. Você deve ser capaz de provar o mel.

Seus vizinhos podem estar muito próximos de você; no entanto, você não fica muito afetado por quaisquer problemas ou dificuldades pelos quais eles possam estar passando. Comparando assim, se seu marido ou filho estiver meio mundo longe e você ficar sem receber uma carta, mesmo que por uma semana; você já começa a se preocupar. Neste caso, o corpo está distante, mas o amor mútuo torna-os próximos e queridos. Seu relacionamento com os seus vizinhos não é carregado com o mesmo amor, embora estejam muito próximo. Considere um outro exemplo. Em uma casa pode haver alguns ratos e formigas perambulando. Você os chama de "amigos"? Juntamente com a presença física, deve haver também estima. Um sentimento profundo de amor deve se desenvolver e permear o relacionamento. Você deve estar próximo e ser querido ao Senhor.

Perto e Querido

Que benefício você obtém estando próximo e sendo querido? Se você se sentar próximo a uma lâmpada, você obtém a luz; com a ajuda da iluminação, você pode fazer algumas atividades úteis a noite. Se você se sentar sob um ventilador, você recebe a brisa fresca e o calor que lhe causava desconforto será eliminado. Durante a estação fria do ano, se você se sentar perto de um fogo, você será protegido do frio que poderá estar incomodando. Em cada caso, uma qualidade é removida e outra toma o seu lugar.

De igual maneira, se você está perto do Senhor, se você se torna querido a Ele; então, você terá o amor dEle. Em breve, todas as más qualidades em você desaparecerão e serão substituídas pelas qualidades boas que Deus encarna. Desenvolva o seu amor de forma que você possa estar cada vez mais perto e mais perto, e ser mais querido e mais querido a Deus. A maneira a mais fácil estar perto de Deus é lembrar-se dEle no que quer que você veja, no que quer que você diga e no que quer que você faça. Pense somente em Deus e em como estar mais próximo e ser mais querido a Ele.

No caminho da devoção, não é suficiente amar a Deus. Você deve também engajar-se em atividades que são agradáveis ao Senhor; assim, você poda evocar o amor de Deus e sentir amor dEle por você. Há várias características que um devoto deve possuir que irão torná-lo querido ao Senhor. Trate a censura ou o elogio, o calor ou o frio, lucro ou perda, alegria ou tristeza, honra ou desonra, ou quaisquer outros pares de opostos com uma mente igual. Não se sinta triste quando criticado ou exaltado quando elogiado. Não se sinta alegre demais pelo lucro ou triste quando há uma perda. Trate calor e frio com uma atitude igual, ambos podem ser uma fonte de alegria para você.

Durante o inverno, a roupa quente será desejável e estar perto de uma fonte de calor dar-lhe-á conforto contra frio. Mas, durante o verão, você desejará roupa leve e dará boas-vindas ao frio. O calor proporciona contentamento algumas vezes, o frio proporciona contentamento outras vezes; a forma como você os utiliza determina se você experimenta este contentamento ou não. Calor e frio, lucro e perda, de fato, todos os vários pares de opostos e tudo mais no mundo têm a sua utilidade. Tudo foi criado com um propósito; contudo, você precisa usá-los de maneira apropriada a sua vida e a seu estágio de desenvolvimento.

Não Demonstre Ódio a Ser Algum

Seria completa insensatez dar um cálice de ouro a uma criança ou dar uma espada a um homem louco. Um cálice de ouro, que é altamente valioso, deve ser dado somente a uma pessoa que aprecie seu valor. Tal pessoa obterá grande prazer e saberá usá-lo. Da mesma forma, aquele que conhece o valor da devoção irá usá-la para preencher a si mesmo e aos outros de pura alegria.
O amor verdadeiro nunca dará problema a quem quer que seja, nunca levará uma pessoa a odiar outra. No décimo segundo capítulo da Gita, as qualidades desejáveis de um devoto são enumeradas. Essas qualidades começam assim: 'Possa não haver inimizade dirigida a qualquer criatura no mundo.' Repetir como papagaio: "Senhor, eu te amo", "Senhor, eu te amo", enquanto, ao mesmo tempo, se causa problemas aos outros...; isso não pode ser considerado devoção.

Você se torna um devoto cheio de amor e devoção ao se render completamente e estar pronto para realizar qualquer comandamento do Senhor. Arjuna, por orgulho e egoísmo, estava se sentindo abatido; mas, após escutar o Senhor, Arjuna caiu aos pés divinos e disse: "Senhor, eu sou teu discípulo. Ensina o que é bom para mim. Eu me rendo completamente a Ti." Até aquele momento, eles se tratavam como cunhados. Arjuna era casado com a irmã de Krishna. Mas, uma vez que Arjuna disse: "Eu farei como Tu dizes. Eu cumprirei Teus comandos", ele se tornou um devoto. A transformação ocorreu na mente de Arjuna assim que ele mudou o relacionamento de cunhado para aquele de um discípulo, com o Senhor como seu professor. Essa transformação mental é absolutamente essencial para um devoto. Sem ela, seja qual for nível de proximidade que você sente que possa ter desenvolvido com o Senhor, sua devoção permanecerá infrutífera e inútil.

Estando ciente destes princípios elevados, cumpra seu dever na vida. Mantenha uma mente equilibrada e certifique-se de que o trabalho que você faz é bom e sempre apropriado à ocasião. Estes versos da Gita não devem ser meramente memorizados, mas devem ser postos em prática. Quando você entender completamente seus significados e praticá-los em sua vida diária, suas preocupações brevemente irão deixá-lo e todos os seus pesares desaparecerão.


fonte:
http://www.sintoniasaintgermain.com.br/capitulo02.htm

http://portaldosanjos.ning.com/group/angelbooklivroscomoterapia/for...

publicado por luzdecuraeamor às 21:11
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

Princípios do Reiki: Hoje eu abandono a raiva----- Hoje eu abandono as minhas preocupações------ Hoje eu conto com todas as minhas bênçãos------ Hoje eu honro os meus pais, o meu próximo, os meus mestres e os meus alimentos------ Hoje eu ganho a minha vida honestamente------ Hoje eu sou gentil com todas as criaturas vivas------

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Pensamento de 3 de Janeir...

. Energia e Astrologia do d...

. CHEQUES DA ABUNDÂNCIA - F...

. Pensamento 2 de Janeiro d...

. Pensamento 1 de Janeiro d...

. Mensagem de Mãe Maria

. SUA CENTELHA DE DIVINDADE...

. ATIVAÇÃO para 10.10.2010 ...

. Corrente Portal de 10 de...

. Por que a arruda funciona...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.links

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008


.tags

. -

. 2010

. a

. anael

. anjos

. arcanjo

. as

. através

. autres-dimensions

. benção

. canalização

. canalizada

. com

. da

. de

. deus

. do

. dos

. e

. em

. fevereiro

. hilarion

. janeiro

. luz

. mãe

. maria

. marlene

. meditação

. mensagem

. mensagens

. mestre

. mestres

. miguel

. o

. oração

. os

. para

. pensamento

. por

. salusa

. todas as tags

.recomendados

DominiodosAnjos