Sexta-feira, 5 de Março de 2010

Mensagem 458 a maior mensagem transmitida a um confidente ao longo da história das aparições autênticas de Nossa Senhora.

Mensagem 458



A mensagem a seguir, a de n° 458, como registrado anteriormente é a maior mensagem transmitida pela Rainha da Paz ao confidente Pedro Régis, em 02 de novembro de 1991. Provavelmente, é também a maior mensagem transmitida a um confidente ao longo da história das aparições autênticas de Nossa Senhora. Nesta mensagem, a Virgem Maria desenvolveu ordenadamente dezoito temas, ditando o título de cada tema ao confidente. O primeiro, a introdução, é uma explanação sobre o porquê de Ela ter-se apresentado com o título de Rainha da Paz. Depois segue cada um dos temas escolhidos com as devidas exortações até chegar ao final, contando-nos alguns fatos desconhecidos da vida de Jesus. Esta não se trata de uma mensagem qualquer. É uma das provas de que realmente a Mãe de Deus aparece ao confidente Pedro Régis. Isto é o que demonstramos neste opúsculo. Não nos baseamos em fantasias ou emocionalismos para acreditarmos na presença de Nossa Senhora em Angüera. Baseamo-nos em fatos, estudos, meditações e reflexões. Ora, quem era Pedro Régis em 1991? Nascido e crescido num ambiente rural de uma pequena propriedade no agreste baiano. Com conhecimentos rudimentares da fé. Mesmo que meditadamente ele jamais poderia ter escrito esta mensagem a seguir, tão extensa, tão profunda, tão exortativa.

Outro fato é que esta mensagem foi escrita no exato momento da aparição em que estavam presentes, aproximadamente, oito mil pessoas, inclusive alguns canais de televisão. Portanto, há milhares de testemunhas e o registro documental do que ali ocorreu em vídeo, o qual Pedro Régis possui uma cópia.

Saliento ainda que, na época, a Fazenda Malhada Nova, local das aparições, não possuía luz elétrica e esta aparição ocorreu à noite, como a maioria das aparições. Conta-nos Pedro Régis que antes de ditar a mensagem, a Virgem Maria o pediu que conseguisse mais papéis para que a mensagem fosse escrita, pois os que ele tinha à mão eram insuficientes. Foi dada a Pedro a permissão de se comunicar com alguns dos presentes e ele pediu mais papéis. Trouxeram-lhe uma resma. Antes de a mensagem ser ditada, Nossa Senhora pediu que o confidente enumerasse as páginas. Ele assim o fez. Porém, quando chegou à altura da página 30, conta-nos Pedro, ele parou meio atônito e olhando para a Rainha da Paz, Ela disse-lhe: “Continue”. Por que digo atônito? Porque, quem conhece as aparições de Angüera, sabe que a grande maioria das mensagens não ultrapassa dez páginas escritas em letras garrafais e apressadamente (é assim que ele as escreve). Continuando a enumerar as páginas, à altura da 50, ele pára e Nossa Senhora manda que continue, assim se sucedendo por algumas outras vezes. Quando o confidente enumerou a página 130, a Mãe de Deus disse: “Basta”. A partir daí começou a ditar a mensagem. Quando o confidente chegou ao final da página 130, Nossa Senhora terminou a mensagem com a frase que sempre termina todas as outras: “Ficai em paz”.

Mais um fato que nos chama a atenção é que Pedro Régis durante esta aparição permaneceu, simplesmente, duas horas e meia ajoelhado como se dá em todo êxtase, o qual relatamos no capítulo primeiro. Terminada a aparição, ele levanta-se normalmente e passa a ler a mensagem para os presentes, como sempre faz. Foram outras duas horas diante da admirada multidão.

Nesta mensagem n° 458, a Virgem Maria esclarece, logo na introdução porque se apresentou a nós com o título de Rainha da Paz. Ela nos diz que é para nos conscientizarmos da grande importância da paz para a humanidade, e discorre sobre isso, encorajando-nos exortando-nos a encontrar a paz em Seu Filho Jesus, Príncipe da Paz. Após a introdução, Ela própria dita o título de cada um dos dezessete outros temas, discorrendo cada assunto. Eis os temas, acompanhados de brevíssimos comentários.

• 1 – Introdução – Exortação à confiança em Sua Proteção Materna.
• 2 – Amai-vos uns aos outros – Oferece-nos o antídoto contra o ódio, a violência, o egoísmo que nos impedem de amar o próximo.
• 3 – Maravilhas são vossas obras, ó Senhor – Apresenta-nos o Criador pela obra criada (a criação), afirmando que sem Ele nossa vida é inútil.
• 4 – Eucaristia, Meu Filho está presente – Confirma-nos a presença real de Cristo na Eucaristia.
• 5 – Ide pelo mundo e pregai o Evangelho – Dirige-se especialmente aos bispos e sacerdotes, tratando do indiferentismo religioso, do matrimônio e, também os exortando a uma vida que seja sinal da presença de Deus no mundo.
• 6 – Onde está a Verdade? – Volta a nos dizer onde a Verdade permanece íntegra, fala-nos sobre o avanço das seitas, apontando-nos as principais causas desse avanço, a fim de que seja combatido.
• 7 – Não vos deixeis enganar pela pseudosofia – Sabendo que o mundo está transbordante de falsos profetas, Nossa Senhora exorta-nos a acautelarmo-nos deles.
• 8 – Peço-vos confiança – Grandes são nossas dificuldades, a Virgem Maria bem o sabe, chegando a dizer quase no final: “não Lhe regateiem confiança e generosidade”.
• 9 – É preciso acreditar – Tema dedicado à Fé.
• 10 – O vosso testemunho sincero – Pede-nos para testemunhar as aparições e Suas mensagens, sabendo que elas conduzem ao ideal evangélico.
• 11 – Criados à sua imagem e semelhança – Relembra-nos que fomos criados à imagem e semelhança de Deus, mas o pecado desfigurou-nos, levando a humanidade a todas as formas de mal.
• 12 – A alegria de vossa presença – Agradece aos que estão a escutá-La, oferecendo o refúgio seguro que é o seu Imaculado Coração, animando a prosseguir na vida cristã autêntica.
• 13 – Mãe e Rainha da vossa nação – Sendo Mãe e Rainha do Brasil, alerta-nos para muitos perigos que nos rodeiam, falando-nos, por exemplo, dos errôneos ensinamentos da teologia da libertação (libertinagem).
• 14 – Cristo é a vossa esperança – A Esperança é uma virtude teologal, portanto só Cristo pode sê-Lo.
• 15 – Os sinais que vos ofereço – Mostra-nos o porquê das Suas aparições no mundo, e qual o seu objetivo.
• 16 – Todos vós sois iguais – Tema importantíssimo tratado pela Rainha da Paz: a questão do racismo e da escravidão. Não se trata de igualitarismo societário, mas da igualdade na condição de filhos de Deus.
• 17 – Peço-vos a vossa consagração – Neste tema, a Rainha da Paz pediu-nos a nossa consagração ao Seu Imaculado Coração, ensinando-nos as palavras com as quais devíamos nos consagrar. Obs.: Onde se lê João Paulo II, leia-se sempre o papa atual, no caso, Bento XVI, pois, observe-se que antes Ela fala em “sucessor de Pedro”.
• 18 – Minha obediência, vossa felicidade – Termina com este belíssimo tema. A nossa felicidade verdadeira é possível devido ao FIAT da Virgem Maria na anunciação e, depois, durante a Sua vida. Relembra fatos desconhecidos, com alguns detalhes, da vida do Seu Filho Jesus Cristo, da infância até a morte na Cruz.

Estes brevíssimos comentários são tratados muito simploriamente, pois, num único tema, a Rainha da Paz discorre sobre várias questões, além de exortações, incentivo e diversos conselhos. Também as mensagens de Nossa Senhora não carecem de muita explicação, pois não versam sobre questões teológicas profundas e nem é esta a finalidade de qualquer aparição como foi dito no capítulo quinto, apesar de encontrarmos, em determinadas mensagens, frases que nos deixam desconcertados. Ela própria nos diz que para questões mais aprofundadas temos o Verdadeiro Magistério da Igreja de Seu Filho Jesus. O que a Virgem Maria faz em Suas mensagens é nos exortar a uma guinada de 180°, um retorno às verdades esquecidas por cada um de nós. Passemos à Mensagem.

– “Queridos filhos, a paz esteja convosco. Sou a Rainha da Paz. Apresentei-me a vós como Rainha da Paz, a fim de conscientizar-vos da grande importância da paz para a humanidade. Continuo a dizer-vos que deveis estar sempre ao Meu lado, pois o mundo precisa hoje, mais do que nunca, do Meu auxílio e da misericórdia do Meu Divino Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo. Volto a dizer-vos que deveis ter cuidado, pois satanás é forte e sabe como enganar-vos. Continuai a rezar, mas sem cessar. Recordai que Meu Filho opera, ainda hoje, em vossos corações, aquela reconciliação que torna possível a unidade da Igreja. Conscientes do dom precioso que Deus vos oferece, trabalhai, orai e oferecei os vossos sacrifícios, dia a dia, pela unidade de todos os que crêem em Cristo. Não digais apenas que credes em Deus, mas estais também prontos a dar testemunhos da verdade acerca de Sua Ressurreição. Não tenhais medo dos obstáculos. Tende coragem. Meu Filho venceu o mundo. Se encontrardes dificuldades nesta caminhada, chamai pelo Meu Filho Jesus. Ele não vos abandonará. Recordai-vos que todos vós recebestes uma parte da plenitude que habitou Meu Filho, e por meio d’Ele vos é dada, enquanto fizerdes a vossa peregrinação terrena rumo à união com o Pai. Deus, como é o Pai providente, não vos abandonará. Ele exorta-vos a deixar as trevas e a seguir Suas orientações, que conduzem onde a vida está na luz e aonde o temor é afastado. Meu filho, o Servo manso, enviado como aliança do povo santo e luz das nações, ensina-vos quão grande e benéfica é a força que é posta à disposição da caridade. Assim, o coração humano torna-se habitação da misericórdia e da verdade, e a existência quotidiana desenvolve-se na justiça e na paz. Destarte, os conflitos e o seu peso desagregador dissolvem-se e o espírito de cada um abre-se à vontade e à sabedoria de Deus, conformando-se ao Seu sapiente desígnio sobre o mundo. Nestes vossos tempos em que, infelizmente, ainda se registram desequilíbrios múltiplos pela falta de amor e de confiança em relação a Deus e à justiça, é mais do que nunca importante o testemunho de quem funda sua vida na escuta e na contemplação de Deus para servir depois aos irmãos, inspirando-se no Seu amor gratuito, misericordioso.

AMAI-VOS UNS AOS OUTROS

O amor é muito importante para todos vós, por isso deveis sempre amar. Esforçai-vos por seguir o exemplo do Filho de Deus, Jesus Cristo, que quis salvar o mundo mediante a humilhação da cruz por amor a todos vós. Se não amardes, não fareis parte do Paraíso prometido. Portanto, amai, amai, amai. Não guardeis sentimentos de ódio ou desejo de violência em vossos corações, mas procurai imitar no exemplo e nas palavras, o Meu Filho Jesus. Meu Filho é o grande amigo vosso e espera de vós um comportamento santo, que não ofenda vossos irmãos e, sobretudo, o Céu. Grande é o Meu desejo de ver-vos crescer no caminho do amor. Não recueis. Entregai-vos a Mim, com inteira confiança. Eu sou a vossa Mãe e vim do Céu para oferecer-vos a possibilidade de tempos de paz e de esperança. Quando sentirdes o amor do Meu Filho em vossos corações, conseguireis imitá-Lo e adorá-Lo incessantemente. Se vos entregardes inteiramente nas mãos do Senhor, sereis capazes de compreender Seu grande apelo: vinde a Mim. Ele é o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo. É Ele também que está de braços abertos à vossa espera, pois sabe que vos criou à Sua Imagem e Semelhança. Acreditai no Santo Evangelho. Rogarei a Deus Pai que nunca vos falte com a palavra viva, que vos purifica e é para vós princípio de conversão. Através dela, começai a transfigurar-vos e antecipar vosso convívio com o Pai, na expectativa da visão profética da eternidade. Se a cada manhã, abrirdes o Evangelho, Meu Filho vos dirá no mais íntimo do coração: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Desejo ardentemente a tua salvação. Sou Eu, Jesus, o teu Salvador que fala: escutai-Me, Eu sou em tudo quem faz a tua vida feliz ou difícil. Sou Eu, pela fé, pela esperança, pelo amor. Sou Eu fundando uma família: é a vocação da grande maioria. Sou Eu nos serviços dos teus irmãos, na solidariedade com teu povo: é também a vocação de todos. Sou Eu consagrando tua vida como sacerdote, como religioso ou religiosa: é a vocação de alguns para que minha presença seja expressa na Minha Igreja. Assim vosso diálogo com Ele crescerá dia a dia e com certeza vossa vida mudará. O Evangelho abre à humanidade perspectivas de paz, em razão mesmo do Mandamento do amor, que Meu Filho vos deu. É fonte de verdadeira paz entre Deus, porque é o Pai que está na origem de toda paz junto dos homens. Rezarei para que sejais bem penetrados pelo Espírito da Paz de Cristo, para que vos torneis construtores da paz e da solidariedade. A palavra de Meu Filho vos fortalece e vos dá coragem. Esforçai-vos todos vós, a fim de que o Evangelho de Jesus seja vivido por todos que O procuram. Alimentai-vos da palavra de Deus e da Eucaristia. Enfrentai com coragem e esperança, os momentos difíceis, as provas da vida, inclusive as tentações, e superai-as dentro do possível, com alegria. Com grande confiança em Minha extraordinária proteção, ide avante sem desânimo. Respeitai os sentimentos dos vossos irmãos e colocai-vos à disposição dos mais carentes. Se agirdes conforme vos digo, Jesus viverá cada vez mais em vós e tornar-vos-eis sempre mais Seus instrumentos, como construtores de paz, de fraternidade, de verdadeiro amor, de solidariedade, porque já não sereis mais vós a agir, mas será Jesus que viverá cada vez mais em vós. Deste modo, o amor será sempre mais compreendido, e em vós terei já o Triunfo do Meu Imaculado Coração.

MARAVILHAS SÃO VOSSAS OBRAS, Ó SENHOR

Quando olhais ao vosso redor, sentis muitas vezes impelente no espírito, o interrogativo sobre a origem do mundo, do homem, da técnica, da inteligência que a produz. Sem dúvida, queridos filhos, perguntai-vos então de onde nascem todas as coisas que admirais e sois levados a pensar precisamente na inteligência infinita, na bondade, na perfeição do vosso Criador. Convido-vos, pois, a consolar o coração de Deus, pois Ele vos ama. Se soubésseis quanto amor Ele tem por vós, choraríeis de alegria. Vós conheceis a Deus através do mundo criado, mas, em nome da criação, proclamai a Sua glória. Ouvi a voz do Senhor e evitai toda espécie de mal. Conscientizai-vos que sois importantes aos olhos de Deus. Apesar dos vossos defeitos, Meu Filho vos ama infinitamente. Recordai-vos também que Deus deve estar no Seu lugar, ou seja, no primeiro. A criatura, embora muito nobre e preciosa, não pode, nem deve ser preferida em vez d’Ele. Ele é um Deus cioso. Somente Ele deve estar no vértice de todos os vossos interesses, e tem todo o direito de o exigir, precisamente porque é o vosso Criador e Salvador. Vós sereis grandes se servirdes a Deus: o ramo não pode viver se não está na videira. Por paridade, o homem não sujeito a Deus ou que exclui Deus da própria vida, crê talvez afirmar-se a si mesmo, mas na realidade, está condenado à morte do espírito. E a certeza disto está nos próprios resultados práticos daquelas ideologias que exaltam o homem, ofendendo a Deus e negando-Lhe o primado absoluto sobre todas as coisas e sobre o homem mesmo. Vós estais no coração de Deus. Há em vós, sem dúvida, a imagem d’Ele, mas infelizmente está desfigurada pelo pecado. É preciso restaurá-la, é preciso refundi-la, é preciso salvá-la. Eis, portanto, o dever de vossa vida cristã. É chegado o momento em que deveis insistir, antes de tudo, numa purificação do coração. Deveis, sobretudo, aceitar a purificação dos pensamentos, das intenções, da vontade, dos sentimentos, dos afetos, dos desejos, das paixões, em suma, de todo o vosso mundo interior, a fim de que a vossa atitude exterior seja verdadeiramente sincera, e não fruto daquele desejo de glória humana contra o qual Meu Filho mostrou-Se tão severo. Vossa grande tentação é a de parecer cristãos em vez de o ser verdadeiramente, descendo a compromissos com ideologias e com as modas deste mundo, porque, muitas vezes, quereis agradar mais aos homens do que a Deus. Procurai meios para tornar crível e atraente o vosso valioso testemunho, mas sempre com a intenção de que os homens não concentrem a atenção sobre vós, mas que, através de vós, descubram Deus e cheguem a Ele. Para isso, deveis esforçar-vos por ser instrumentos dóceis nas mãos do Senhor.

EUCARISTIA: MEU FILHO ESTÁ PRESENTE

Meu Filho é o Sacerdote eterno que está presente, como no Céu, no Santíssimo Sacramento. É precisamente na presença da Eucaristia que compreendereis e apreciareis melhor o significado da Minha presença no meio de vós. Com a Eucaristia, sentireis força para levardes a cabo vossa grande missão: encontrareis coragem para participardes da vida da Igreja. Destarte, contribuireis para a construção da paz e do amor. Não há verdadeira missão, de fato, se não se vive em profundidade o mistério Eucarístico como comunhão com Meu Filho: vivo, verdadeiro, sacramentalmente presente, Cordeiro imolado para a salvação de todos vós. Através da Eucaristia tendes a possibilidade de valorizar vossa vida. Mas não podeis participar da Eucaristia, se não tiverdes a verdadeira fé em Deus, Uno e Trino. Se viverdes em comunhão com Cristo, numa atitude de humildade e de temor, estareis aptos a experimentar o profundo poder espiritual da Eucaristia. Se aceitardes o dom de Cristo com gratidão por tudo aquilo que Ele fez por vós, haveis de tornar-vos aptos a experimentar o profundo poder espiritual da Eucaristia. Se aceitardes o dom de Cristo com gratidão por tudo aquilo que Ele fez por vós, haveis de tornar-vos aptos, mediante o Espírito Santo, a cumprir a vocação que Deus vos deu como membros da Igreja. Enfim, se reconhecerdes em Jesus e no dom de Seu sacrifício Eucarístico a nascente daquela verdade, que é a única que vos pode tornar livres, vossos corações serão purificados por prestardes o verdadeiro culto a Deus e trabalhar pelo Seu Reino de justiça e de paz. Expressai vossa gratidão a Deus pelos dons recebidos, na participação da Eucaristia. A Eucaristia é o sacramento da paz de Cristo, porque é o memorial do sacrifício salvífico redentor da cruz. É o sacramento da vitória, sobre as divisões que emanam do pecado pessoal e do egoísmo coletivo.

IDE PELO MUNDO E PREGAI O EVANGELHO

Meus Queridos filhos, se quiserdes seguir o exemplo do Meu Filho Jesus, vós sacerdotes e bispos, deveis viver e agir de maneira que vos capaciteis a estar disponíveis ao rebanho, do mais importante ao mais pequenino. Haveis de querer estar no meio deles, quer sejam ricos ou pobres, cultos ou necessitados de educação. Com prontidão haveis de partilhar as suas alegrias e tristezas, não só nos vossos pensamentos e nas vossas orações, mas também estando concretamente no meio deles, para que, mediante vossa presença e vosso ministério, eles possam experimentar o amor de Deus. Só sereis capazes de anunciar de maneira eficaz, se ouvirdes a Palavra de Deus e a viverdes na vossa vida quotidiana. A mensagem do Meu Filho, o Evangelho, deve continuar a ser o ponto central da vossa espiritualidade, o objeto de vossa prece e meditação quotidiana, para que assim possa ser a fonte de vossa alegria e fecundidade. Sede confortados pela verdade de que não trabalhais sozinhos, porque tendes o apoio e a bênção do Meu Filho Jesus, Príncipe da Paz. Proclamai Jesus e Suas Bem-Aventuranças a todos os que livremente optam por ouvir as vossas palavras. Proclamai o Evangelho e o crescimento do Reino de Deus a todos os Meus queridos e inocentes filhos, eis o programa assumido pela Igreja, como algo recebido do Seu fundador, Jesus, a partir da manhã de Pentecostes. Não hesiteis em sacrificar tudo para permanecerdes fiéis a Cristo, vosso dileto Salvador e Amigo. Lutai contra o indiferentismo religioso, perigosíssima tentação dos tempos modernos. Deus é amor: esse pensamento de fé vos dê sempre serenidade, paz interior e segurança, e faça com que vossa vida seja meritória diante de Deus. Em Cristo, Caminho, Verdade e Vida, todas as promessas e esperanças encontram resposta. N’Ele encontrareis os dons preciosos de santidade e de perfeição, porque Ele é o sinal de uma amizade, de um amor sem fim, de um afeto indescritível do Pai para cada um de vós. Ponde todo o vosso empenho a fim de conduzir todo o povo de Deus pelo caminho da salvação. Não fiqueis em silêncio perante campanhas enganadoras que pretendem defender os aspectos parciais de vida, mas que, de fato, atentam contra a santidade do matrimônio e da intimidade conjugal. Fortalecei, com a ajuda do Espírito Santo, o caráter do amor conjugal frente a modelos de matrimônios e de famílias tão afastadas do ideal evangélico. Não podeis deixar de fazer notar os efeitos deletérios que estão a produzir entre vossa gente simples, as agressivas campanhas proselitistas que seitas fundamentalistas e novos grupos estão a realizar no vosso Brasil, principalmente nos últimos anos. Sei que tendes o desejo de ver a paz e a felicidade reinar nos corações de vossos irmãos. Deveis, portanto, continuar a proclamar a Palavra de Deus, a ação salvífica do Cristo, mediante os sacramentos, a aceitação e a resposta ao dom da salvação. Conheço as vossas preocupações e desvelos pelos mais fracos e abandonados. Realizai vossos trabalhos sacerdotais com amor e dedicação sincera, para que todos sintam a proximidade da Igreja que os acolhe, os apóia e os ajuda como uma mãe. Dai especial atenção aos mais pobres e desamparados. Sede homens de incontestável integridade e honestidade, e dai exemplos de uma sadia vida moral, pois vós, com freqüência, sois vistos pelos outros como modelo a ser imitado. Sede humildes, pois assim haveis de abraçar o estilo simples de vida, em imitação a Cristo que se tornou pobre por vós. Se não tiverdes pobreza em espírito, ser-vos-á difícil compreender os problemas dos fracos e esquecidos. Colocai-vos à disposição dos pobres e necessitados, a fim de que eles possam aproximar-se de vós e se abrir a vós sem constrangimento. Fazei de Cristo a força central de vossa vida e dai conta da tarefa que Ele vos confiou na construção do Seu Reino. Seguindo o exemplo do Meu Filho Jesus, vós deveis ter prudência, maturidade e humildade para trabalhardes em harmonia e sob a autoridade legítima para o bem do Corpo de Cristo, e não arbitrária e independentemente. Sede homens de oração diante do Santíssimo Sacramento, e rogai ao Meu Filho aquele espírito de verdadeira adoração, a fim de vos imbuirdes do amor do Cristo. Assim, podeis imitar Meu Filho e tornar frutuoso vosso ministério. Fazei tudo à luz do Evangelho, a fim de preparardes o advento do Reino de Deus, aquele Reino de Deus, que na terra, está já em gérmem na Igreja e espera para completar-se no Céu. Sedes fiéis à vossa Igreja Santa, para que Ela seja luz do mundo e sal da terra, fermento de libertação e de promoção do homem no plano não só natural, mas também sobrenatural, anúncio de uma perspectiva de salvação e de dignidade, que ultrapassa os confins da natureza humana e alcança a condição dos filhos de Deus. Este é o momento propício para que todos vós reflitais sobre o grande e empenhativo dever de trabalhar pela difusão do Reino de Deus, em obediência ao mandamento do Meu Filho Jesus. Vós, que já tendes o maravilhoso dom da fé e tendes a alegria de participar dos mistérios salvíficos, não podeis deixar de responder às graças recebidas, principalmente com um empenho renovado, hoje e sempre, em fazer com que essa fé cresça dentro de vós, se consolide em fidelidade e se traduza em colaboração efetiva na difusão do Reino de Deus, Reino da Paz, de amor e de esperança. A vida da Igreja em cada um de seus ministros é vida em Cristo, mediante o Espírito Santo, uma vida de graça e de santidade, nutrida pela palavra de Deus e pela participação dos sacramentos e na luta constante contra a tentação e o pecado. O vosso grande objetivo como pastores do povo de Deus é de fortalecer a comunhão dos fiéis com a Santíssima Trindade. Peço-vos que sejais verdadeiros amigos do vosso povo, oferecendo-lhe sempre o exemplo do Bom Pastor. Como sacerdote e ministros de Deus, velai sobre o vosso rebanho. É grande o número dos que entre vós já não são fiéis à vontade do Senhor. Este é o momento do grande retorno ao Deus da Salvação e da Misericórdia. É chegado o momento em que deveis ouvir o sucessor de Pedro e vigário de Meu Filho, o Papa João Paulo II. Lembrai-vos que é grande a vossa responsabilidade. Lembrai-vos das pobres almas que precisam ser salvas por vosso intermédio. É chegado o momento em que deveis vestir o vosso hábito eclesiástico e sentardes no confessionário, a fim de que as almas sedentas de Deus busquem Sua misericórdia por vosso intermédio. Elas sentem necessidade do sacramento do perdão; por isso, deveis colocar-vos à disposição delas. Recordai-vos que Deus deseja vosso auxílio e vossa disponibilidade. Se seguirdes pelo caminho que estou a indicar-vos, trilhareis rumo ao Paraíso. Vós tendes, sem dúvida, grande e especial responsabilidade na preparação do matrimônio e no apoio à família cristã como realidade sobrenatural. Mas, uma competência específica e insubstituível cabe também aos cônjuges, que vivem em primeira pessoa a realidade do amor e da personalidade familiar. A grandiosa evangelização não pode dispensar a contribuição das famílias cristãs no Brasil. Oferecei vosso culto ao Único Deus verdadeiro, e observai Seus mandamentos. Sois chamados um por um, a dar testemunho de Cristo, por vosso próprio perdão, vossa abnegada participação e serviço, e vossa oração. Num certo sentido, o mundo está se tornando acroático. É chegado o momento em que deveis ser, sobretudo, mestres, pois é grande o desejo de muitos em conhecer os valores transcendentais. Como sacerdotes, sois também educadores do povo de Deus, pois ele tem necessidade de uma palavra de conforto que os anime nas suas legítimas aspirações. Vosso empenho é, sobretudo, o de potencializar e de desenvolver com alegria a tarefa que vos foi confiada. Convido-vos a terdes um sentimento agradecido para com Deus, que vos deu a possibilidade de serdes discípulos do Meu Filho Jesus. Agradecei, sobretudo, porque Ele está convosco. É sempre Ele que dispõe os corações: o dos que pregam e o dos acolhem a Boa-Nova. Continuai a amar o Papa, a orar por ele, a seguir suas exortações. Ele tem necessidade de vossa fé, que demonstrais ao servir com fidelidade a Santa Igreja Católica. Esforçai-vos, repito, por levar a Boa-Nova a todos os povos, de maneira que não só mantenham a lei de Deus, mas também difundam a sua própria natureza como seres humanos, criados à Imagem e Semelhança de Deus e dotados de uma dignidade inata e inalienável, que deve ser respeitada em todas as circunstâncias. Este é o momento propício para vos dedicardes às grandes tarefas de transmitir a fé, plena e integral, a cada geração, de defender a vida familiar de tudo o que a enfraquece e de atender às necessidades dos vossos concidadãos, especialmente dos pobres, dos doentes e dos que sofrem, daqueles a quem falta a instrução, marginalizados no processo de crescimento e de desenvolvimento. Juntamente com vossos bispos, deveis conduzir a Igreja no Brasil à plenitude da Verdade, à plenitude de Cristo. Fostes investidos, mediante o Espírito Santo que à Igreja foi dado por Meu Filho, para serdes capazes de ensinar na verdade os caminhos de Deus. Eis a vossa vocação e o vosso ministério. Cristo, que vive na Sua Igreja, Una, Santa, Católica e Apostólica, reunida em todas as partes do mundo, espera de vós este serviço.

ONDE ESTÁ A VERDADE?

Verdade é mantida íntegra apenas na Igreja Católica. Fundada sobre o alicerce dos apóstolos, a Igreja Católica foi se difundindo até as extremidades da Terra. E a fé cristã, apostólica e católica chegou ao vosso querido Brasil. Começou assim a construção de Deus, por obra dos enviados, dos continuadores dos apóstolos. A Igreja é sacramento de salvação para todos vós, pois Meu Próprio Filho, Jesus Cristo, a entregou a Pedro dizendo: “O que ligares na Terra será ligado no Céu, e o que desligares na Terra será desligado no Céu”. Portanto, fora da Igreja a salvação torna-se difícil. Resisti à tentação de abandonar vossa Igreja. Não deis ouvidos aos falsos profetas. Volto a dizer-vos que a verdade é mantida íntegra apenas na Igreja Católica. É grande o crescimento de seitas em vossa nação e é chegado o momento em que vossa Mãe Celeste diz: basta. Não ofendais mais ao Meu Filho. Atualmente, as causas que favorecem a difusão das seitas em vossa nação são: a insuficiente instrução religiosa, o abandono em que se encontram algumas comunidades, particularmente nas zonas rurais e suburbanas, a falta de uma atenção personalizada aos fiéis, a necessidade que estes sentem de uma autêntica experiência de Deus e de uma liturgia mais vivida e participada. Sei que muitos de vós estais emprenhados neste sentido, mas, também, que um outro grande número não se preocupa nem um pouco em levar a cabo a tarefa que lhes foi confiada. Aprofundai as riquezas inexauríveis da Palavra de Deus, que ilumina e que salva. Preparai, com humildade, vossos corações para acolher as verdades divinas, com espírito livre de todo e qualquer preconceito humano. Em outras palavras, queridos filhos, sabei afastar-vos um pouco da terra e vivei voltados para as coisas do Céu a fim de alcançardes uma fervorosa intimidade em Cristo, que é o revelador das verdades eternas, e para levardes, por vossa vez, os outros à luz da fé. Sabei que a verdadeira sabedoria é a que vem de Deus.

NÃO VOS DEIXEIS ENGANAR PELA PSEUDOSOFIA

A Igreja, a partir de uma posição de pobreza e de liberdade em relação aos poderes deste mundo, deve anunciar com coragem a lei do amor fraterno, a necessidade da comunhão e da solidariedade entre os homens, as inevitáveis exigências da justiça, a esperança luminosa da vida eterna. Pois Deus, que está no centro da vida e da história, continua a chamar homens e mulheres, crianças e anciãos, sábios e iletrados, pobres e ricos, para lhes oferecer a mancheias as insondáveis riquezas do Seu amor. Não deveis, portanto, poupar esforços em atender a esta responsabilidade prioritária e de tanta transcendência para o presente e o futuro da Igreja no vosso Brasil. Neste sentido, deveis sentir-vos comprometidos, oferecendo vossa contribuição generosa para a melhor formação de todos os que precisam encontrar Meu Filho Jesus, pois apesar de pouco conhecimento, eles sabem que Meu Filho é o Caminho, a Verdade e a Vida. Transmiti sempre a genuína fraternidade sacerdotal, para que vossos fiéis se sintam sempre apoiados nas suas atitudes ministeriais e encontrem sempre estímulo para cumprir seus compromissos com Deus e com a Santa Igreja. Não desanimeis jamais. Tende confiança. Tende coragem. Sem dúvida, muitos são os desafios que deveis enfrentar para obter que a mensagem salvífica de Jesus Cristo ressoe com mais ardor e se faça presente em todos os lares brasileiros. Com viva esperança no amor misericordioso do Meu Filho, tende confiança em que tudo isso surja sob a ação do Espírito Santo, uma crescente renovação da Igreja, nas suas estruturas, carismas e ministérios, que a torne mais viva, presente e operante como sacramento de salvação entre os homens. É este o Meu desejo e o desejo do Meu Filho

PEÇO-VOS CONFIANÇA

Não vos atemorizeis ante as dificuldades. Em certo sentido, é normal que elas existam, porque, enfrentadas e resolvidas com a ajuda de Deus, dão ocasião de promover e fortalecer vossa virtude. Queridos sacerdotes: com prudência e sabedoria, encorajai os esforços, corrigi os abusos, amparai os fracos, orientai todas as energias para a maior capacidade de dar e receber. Todos vós, mediante a oração e a reflexão, podeis oferecer a luz do Evangelho e a irradiação do seu ideal ético e espiritual. A vossa vida deve estar baseada na fé e no amor de Deus e inspirada, certamente, na fidelidade e generosidade, de maneira que seja fonte de satisfação para vós mesmos e para as pessoas, às quais prestais serviço por amor ao Senhor. Meu Filho deu-vos uma demonstração clara da Sua vontade e deixou-vos o exemplo comovente do amor que vos é necessário no exercício da vossa nobre e grande missão. Ele, que fez com que os surdos ouvissem e os mudos falassem, estará sempre junto de vós com Seu amor Onipotente, a fim de que vossa obra produza frutos abundantes para o Reino dos Céus. O Deus da Aliança é o Deus que liberta e que salva. É Deus que demonstra aos homens a Sua providência e paterna solicitude. Desejo que a Minha presença seja para todos vós uma ocasião providencial para renovar o esforço de conversão a Cristo, o qual se baseia na reflexão e na oração, mas também na vida sacramental. Nestes tempos, dai espaço ao sacramento da Penitência ou Reconciliação, que restitui às almas a plena intimidade com Deus. Abri vossos corações Àquele que vê o oculto e que é vosso Pai e Salvador. Deixai que Meu Filho reine na intimidade do vosso coração. Não Lhe regateiem confiança e generosidade. Ele estará convosco. É nobre a missão que vos espera e grande será a recompensa se Lhe forem fiéis



CONTINUA AQUI:
Continuação da Mensagem 458 a maior mensagem transmitida a um conf...



Fonte:
http://www.apelosurgentes.com.br/mensagem-458.php

publicado por luzdecuraeamor às 22:43
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

Princípios do Reiki: Hoje eu abandono a raiva----- Hoje eu abandono as minhas preocupações------ Hoje eu conto com todas as minhas bênçãos------ Hoje eu honro os meus pais, o meu próximo, os meus mestres e os meus alimentos------ Hoje eu ganho a minha vida honestamente------ Hoje eu sou gentil com todas as criaturas vivas------

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Pensamento de 3 de Janeir...

. Energia e Astrologia do d...

. CHEQUES DA ABUNDÂNCIA - F...

. Pensamento 2 de Janeiro d...

. Pensamento 1 de Janeiro d...

. Mensagem de Mãe Maria

. SUA CENTELHA DE DIVINDADE...

. ATIVAÇÃO para 10.10.2010 ...

. Corrente Portal de 10 de...

. Por que a arruda funciona...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.links

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008


.tags

. -

. 2010

. a

. anael

. anjos

. arcanjo

. as

. através

. autres-dimensions

. benção

. canalização

. canalizada

. com

. da

. de

. deus

. do

. dos

. e

. em

. fevereiro

. hilarion

. janeiro

. luz

. mãe

. maria

. marlene

. meditação

. mensagem

. mensagens

. mestre

. mestres

. miguel

. o

. oração

. os

. para

. pensamento

. por

. salusa

. todas as tags

.recomendados

DominiodosAnjos