Sexta-feira, 5 de Março de 2010

DOCUMENTO 30 - PERSONALIDADES DO GRANDE UNIVERSO - 1ª parte

Citação do Dia
Março 3, 2010

Como Jesus Tratava as Pessoas?


Jesus amava tanto os homens, e tão sabiamente, que nunca hesitou em ser severo com eles quando a ocasião demandava tal disciplina.

O Livro de Urântia, (171:7.7)


 


DOCUMENTO 30 - PERSONALIDADES DO GRANDE UNIVERSO


As personalidades e outras entidades, além das pessoais, atualmente em função no Paraíso e no grande universo, constituem um número quase ilimitado de seres vivos. Até mesmo o número das ordens e tipos principais deixaria atônita a imaginação humana, sem falar dos incontáveis subtipos e variações. É desejável, contudo, apresentar algo de duas das classificações básicas de seres vivos – uma sugestão sobre a classificação do Paraíso e um resumo do Registro das Personalidades de Uversa.

  Não é possível formular classificações abrangentes e inteiramente consistentes das personalidades do grande universo, porque nem todos os grupos foram revelados. Seriam necessários inúmeros documentos mais para abranger uma continuidade, na revelação, suficiente para classificar sistematicamente todos os grupos. Muito dificilmente tal expansão de conceitos seria desejável, pois iria privar os mortais pensantes, durante os próximos mil anos, daquele estímulo à reflexão criativa que é proporcionado pelos conceitos assim parcialmente revelados. É melhor que o homem não tenha uma dose excessiva de revelação; já que isso oblitera a imaginação.

1. A CLASSIFICAÇÃO, DO PARAÍSO, PARA OS SERES VIVOS


  Os seres vivos, no Paraíso, são classificados segundo a relação inerente e a relação alcançada por eles com as Deidades do Paraíso. Durante as grandes reuniões no universo central e nos superuniversos, aqueles que estão presentes são agrupados, freqüentemente, de acordo com a origem: os de origem trina, ou que alcançaram a Trindade; os de origem dual; e aqueles de uma origem única. Difícil torna-se interpretar, para a mente mortal, a classificação feita no Paraíso dos seres vivos, mas estamos autorizados a apresentar o seguinte:

I. OS SERES DE ORIGEM TRINA. Seres criados por todas as três Deidades do Paraíso, como pessoas, ou como Trindade, junto com o Corpo Trinitarizado, designação esta que se refere a todos os grupos de seres trinitarizados, revelados e não revelados.

A. Os Espíritos Supremos.
  1. Os Sete Espíritos Mestres.
  2. Os Sete Executivos Supremos.
  3. As Sete Ordens de Espíritos Refletivos.



B. Os Filhos Estacionários da Trindade.
  1.Os Segredos Trinitarizados da Supremacia.
  2. Os Eternos dos Dias.
  3. Os Anciães dos Dias.
  4. Os Perfeições dos Dias.
  5. Os Recentes dos Dias.
  6. Os Uniões dos Dias.
  7. Os Fiéis dos Dias.
  8. Os Perfeccionadores da Sabedoria.
  9. Os Conselheiros Divinos.
10. Os Censores Universais.

 C. Os Seres de Origem Trinitária e os Seres Trinitarizados.
  1. Os Filhos Instrutores da Trindade.
  2. Os Espíritos Inspirados da Trindade.
  3. Os Nativos de Havona.
  4. Os Cidadãos do Paraíso.
  5. Os Seres Não Revelados de Origem Trinitária.


  6. Os Seres Não Revelados Trinitarizados pelas Deidades.
  7. Os Filhos Trinitarizados de Realização.
  8. Os Filhos Trinitarizados de Seleção.
  9. Os Filhos Trinitarizados de Perfeição.
  10. Os Filhos Trinitarizados pelas Criaturas.

II. OS SERES DE ORIGEM DUAL. Aqueles seres originários de duas quaisquer das Deidades do Paraíso, ou criados de outro modo por quaisquer outros dois seres de descendência direta ou indireta das Deidades do Paraíso.

 A. As Ordens Descendentes.
  1. Os Filhos Criadores.
  2. Os Filhos Magisteriais.
  3. Os Brilhantes Estrelas Matutinas.
  4. Os Pais Melquisedeques.
  5. Os Melquisedeques.
  6. Os Vorondadeques.
  7. Os Lanonandeques.
  8. Os Brilhantes Estrelas Vespertinos.
  9. Os Arcanjos.
  10. Os Portadores da Vida.
  11. Os Ajudantes Não Revelados do Universo.
  12. Os Filhos Não Revelados de Deus.

B. As Ordens Estacionárias.

  1. Os Abandonteiros.
  2. Os Susátias.
  3. Os Univitátias.
  4. Os Espirongas.
  5. Os Seres Não Revelados de Origem Dual.

C. As Ordens Ascendentes.
  1. Os Mortais Fusionados ao Ajustador.
  2. Os Mortais Fusionados ao Filho.
  3. Os Mortais Fusionados ao Espírito.
  4. Os Intermediários Transladados.
  5. Os Ascendentes não Revelados.

III. OS SERES DE UMA ORIGEM ÚNICA. Aqueles que têm a sua origem em uma única das Deidades do Paraíso; ou que foram criados, de outro modo, por qualquer ser de descendência direta ou indireta das Deidades do Paraíso.

A. Os Espíritos Supremos.
  1. Os Mensageiros por Gravidade.
  2. Os Sete Espíritos dos Circuitos de Havona.
  3. Os Auxiliares Duodecáplos dos Circuitos de Havona.
  4. Os Ajudantes Refletivos de Imagens.
  5. Os Espíritos Maternos do Universo.
  6. Os Espíritos Sétuplos Ajudantes da Mente.
  7. Os Seres Não Revelados Originários da Deidade.

B . As Ordens Ascendentes
.
  1. Os Ajustadores Personalizados.
  2. Os Filhos Materiais Ascendentes.
  3. Os Serafins Evolucionários.
  4. Os Querubins Evolucionários.
  5. Os Ascendentes Não Revelados.

C. A Família do Espírito Infinito.

1. Os Mensageiros Solitários.
2. Os Supervisores dos Circuitos do Universo.
3. Os Diretores de Censo.
4. Os Ajudantes Pessoais do Espírito Infinito.
5. Os Inspetores Associados.
6. As Sentinelas Designadas.
7. Os Guias dos Graduados.
8. Os Servidores de Havona.
9. Os Conciliadores Universais.
10. Os Companheiros Moronciais.
11. Os Supernafins.
12. Os Seconafins.
13. Os Tertiafins.
14. Os Omniafins.
15. Os Serafins.
16. Os Querubins e os Sanobins.
17. Os Seres Não Revelados Originários do Espírito.
18. Os Sete Diretores Supremos de Potência.
19. Os Centros Supremos de Potência.
20. Os Mestres Controladores Físicos.
21. Os Supervisores do Poder Moroncial.


IV. OS SERES TRANSCENDENTAIS DERIVANTES. No Paraíso é encontrada uma vasta hoste de seres transcendentais, cuja origem não é ordinariamente desvelada aos universos do tempo e do espaço, antes que eles estejam estabelecidos em luz e vida. Esses Transcendentores não são nem criadores nem criaturas; eles são os filhos derivantes da divindade, da ultimidade e da eternidade. Esses “derivantes” não são finitos nem infinitos – eles são absonitos; e a absonitude não é nem a infinitude nem a absolutez.

Estes não criadores, incriados, sempre são leais à Trindade do Paraíso e obedientes ao Último. Eles existem em quatro níveis últimos de atividade da personalidade e funcionam, nos sete níveis do absonito, em doze grandes divisões que consistem em mil grupos maiores de operação, sendo de sete classes cada um. Esses seres derivantes incluem as ordens seguintes:

  1. Os Arquitetos do Universo-Mestre.
  2. Os Registradores Transcendentais.
  3. Os Outros Transcendentores.
  4. Os Mestres Derivantes Primários Organizadores da Força.
  5. Os Mestres Trancendentais Associados Organizadores da Força.

Deus, enquanto suprapessoa, manifesta; Deus, enquanto pessoa, cria; Deus, enquanto pré-pessoa, fragmenta-se; e esse fragmento Ajustador, Dele próprio, faz a alma espiritual evoluir na mente material e mortal, de acordo com a escolha feita em livre-arbítrio pela personalidade que foi outorgada à criatura mortal, pelo ato paterno de Deus, como Pai.

V. AS ENTIDADES FRAGMENTADAS DA DEIDADE. Essa ordem de existência vivente, originando-se do Pai Universal, tem o seu melhor tipo representativo nos Ajustadores do Pensamento, embora essas entidades não sejam de modo algum as únicas fragmentações da realidade pré-pessoal da Primeira Fonte e Centro. As funções dos outros fragmentos, além dos Ajustadores, são múltiplas, mas pouco conhecidas. A fusão com um Ajustador, ou com um outro desses fragmentos, faz da criatura um ser fusionado ao Pai.

As fragmentações do espírito da pré-mente da Terceira Fonte e Centro, ainda que dificilmente comparáveis aos fragmentos do Pai, devem ser aqui registradas. Essas entidades diferem bastante dos Ajustadores; elas não residem, como aquelas, em Spiritington, nem, como estas, atravessam os circuitos da gravidade da mente; nem residem nas criaturas mortais durante a sua vida na carne. Elas não são pré-pessoais, no sentido em que os Ajustadores o são, mas tais fragmentos do espírito da pré-mente são outorgados a alguns dos mortais sobreviventes e essa fusão faz deles os mortais fusionados ao Espírito, que são distintos dos mortais fusionados ao Ajustador.

Ainda mais difícil de descrever é o espírito individualizado de um Filho Criador; e a união com ele faz da criatura um mortal fusionado ao Filho. E há ainda outras fragmentações da Deidade.

VI. OS SERES SUPRAPESSOAIS. Há uma vasta hoste de seres outros, além dos pessoais, de origem divina, e que prestam múltiplos serviços no universo dos universos. Alguns desses seres residem nos mundos do Filho, no Paraíso; outros, como os representantes suprapessoais do Filho Eterno, são encontrados em locais diferentes. A maior parte deles não é mencionada nestas narrativas e seria inteiramente irrelevante tentar descrevê-los para as criaturas pessoais.

VII. AS ORDENS NÃO CLASSIFICADAS NEM REVELADAS. Durante a atual idade do universo, não seria possível colocar todos os seres, os pessoais e os outros, em classificações pertinentes à presente idade do universo; nem foram reveladas todas as categorias nestas narrativas; assim, inúmeras ordens foram omitidas nestas listas. Considerai as seguintes:

O Consumador do Destino do Universo.
Os Vice-Regentes Qualificados do Último.
Os Supervisores Inqualificáveis do Supremo.
As Agências Criativas Não Reveladas dos Anciães dos Dias.
Majeston do Paraíso.
As Ligações Refletivadoras Inominadas de Majeston.
As Ordens Midsonitas dos Universos Locais.

Nenhum significado especial deve ser atribuído a essa lista de ordens agrupadas anteriormente, exceto pelo fato de que nenhuma delas aparece na classificação do Paraíso, do modo como é revelado nestes documentos. Estas são as poucas não classificadas; vós tendes ainda de aprender sobre as muitas não reveladas.

Há os espíritos: entidades espirituais, presenças espirituais, espíritos pessoais, espíritos pré-pessoais, espíritos suprapessoais, existências espirituais, personalidades espirituais – mas nem a linguagem mortal, nem o intelecto mortal são adequados para descrevê-los. No entanto, podemos afirmar que não há personalidades constituídas de “mente pura”; nenhuma entidade tem personalidade, a menos que tenha sido dotada com ela por Deus, que é espírito. Qualquer entidade mental que não esteja associada a uma energia espiritual ou física não é uma personalidade. Porém, do mesmo modo, existem personalidades espirituais que têm mente, há personalidades mentais que têm espírito. Majeston e os seus colaboradores são uma ilustração bastante boa de seres dominados pela mente, mas há ilustrações melhores desse tipo de personalidade, desconhecidas para vós. Há, mesmo, ordens inteiras não reveladas de tais personalidades mentais, mas elas estão sempre ligadas ao espírito. Algumas outras criaturas não reveladas são o que poderíamos chamar de personalidades-de-energia-mental-e-física. Os seres desse tipo não são sensíveis à gravidade espiritual, no entanto, são personalidades verdadeiras – estão no circuito do Pai.

Estes documentos nem sequer tentam – nem poderiam – esgotar a história das criaturas vivas, dos criadores, dos derivantes, ainda, dos seres que existem por outros modos, que vivem e adoram e servem nos universos pululantes do tempo e no universo central da eternidade. Vós, mortais, sois pessoas; e por isso é que podemos descrever para vós os seres que são personalizados, mas como poderia um ser absonitizado ser jamais explanado para vós?

2. O REGISTRO DAS PERSONALIDADES, EM UVERSA
  •   A família divina dos seres vivos está registrada, em Uversa, sob sete grandes divisões:

1. As Deidades do Paraíso.
2. Os Espíritos Supremos.
3. Os Seres Originários da Trindade.
4. Os Filhos de Deus.
5. As Personalidades do Espírito Infinito.
6. Os Diretores de Potência do Universo.
7. O Corpo de Cidadania Permanente.

Esses grupos de Deidades e de criaturas volitivas estão divididos em numerosas classes e subdivisões menores. A apresentação dessa classificação das personalidades do grande universo está, contudo, empenhada principalmente em enunciar aquelas ordens de seres inteligentes reveladas nestas narrativas; a maioria das quais será encontrada na experiência ascendente dos mortais do tempo, na sua escalada progressiva ao Paraíso. As listas seguintes não fazem nenhuma menção às vastas ordens de seres do universo que prosseguem com o seu trabalho totalmente à parte do esquema de ascensão dos mortais.

I. AS DEIDADES DO PARAÍSO.

  1. O Pai Universal.
  2. O Filho Eterno.
  3. O Espírito Infinito.

II. OS ESPÍRITOS SUPREMOS.

  1. Os Sete Espíritos Mestres.
  2. Os Sete Executivos Supremos.
  3. Os Sete Grupos de Espíritos Refletivos.
  4. Os Ajudantes Refletivos de Imagens.
  5. Os Sete Espíritos dos Circuitos.
  6. Os Espíritos Criativos do Universo Local.
  7. Os Espíritos Ajudantes da Mente.

III. A origem da Trindade

  1. Os Segredos Trinitarizados da Supremacia.
  2. Os Eternos dos Dias.
  3. Os Anciães dos Dias.
  4. Os Perfeições dos Dias.
  5. Os Recentes dos Dias.
  6. Os Uniões dos Dias.
  7. Os Fiéis dos Dias.
  8. Os Filhos Instrutores da Trindade.
  9. Os Perfeccionadores da Sabedoria.
 10. Os Conselheiros Divinos.
 11. Os Censores Universais.
 12. Os Espíritos Inspirados da Trindade.
 13. Os Nativos de Havona.
 14. Os Cidadãos do Paraíso.

 IV. OS FILHOS DE DEUS.

  A. Os Filhos Descendentes.

  1. Os Filhos Criadores – Os Michaéis.
  2. Os Filhos Magisteriais – Os Avonais.
  3. Os Filhos Instrutores da Trindade – Os Diainais.
  4. Os Filhos Melquisedeques.
  5. Os Filhos Vorondadeques.
  6. Os Filhos Lanonandeques.
  7. Os Portadores da Vida.

  B. Os Filhos Ascendentes.

  1. Os Mortais Fusionados ao Pai.
  2. Os Mortais Fusionados ao Filho.
  3. Os Mortais Fusionados ao Espírito.
  4. Os Serafins Evolucionários.
  5. Os Filhos Materiais Ascendentes.
  6. Os Intermediários Transladados.
  7. Os Ajustadores Personalizados.

C. Os Filhos Trinitarizados.

  1. Os Mensageiros Poderosos.
  2. Aqueles Elevados Em Autoridade.
  3. Aqueles Sem Nome Nem Número.
  4. Os Custódios Trinitarizados.
  5. Os Embaixadores Trinitarizados.
  6. Os Guardiães Celestes.
  7. Os Assistentes dos Filhos Elevados.
  8. Os Filhos Trinitarizados pelos Ascendentes.
  9. Os Filhos Trinitarizados do Paraíso-Havona.
  10. Os Filhos Trinitarizados do Destino.

V. AS PERSONALIDADES DO ESPÍRITO INFINITO.
   
A. As Personalidades Mais Elevadas do Espírito Infinito.


  1. Os Mensageiros Solitários.
  2. Os Supervisores dos Circuitos do Universo.
  3. Os Diretores de Censo.
  4. Os Ajudantes Pessoais do Espírito Infinito.
  5. Os Inspetores Associados.
  6. As Sentinelas Designadas.
  7. Os Guias dos Graduados.

  B. As Hostes de Mensageiros do Espaço.

  1. Os Servidores de Havona.
  2. Os Conciliadores Universais.
  3. Os Conselheiros Técnicos.
  4. Os Custódios dos Arquivos no Paraíso.
  5. Os Registradores Celestes.
  6. Os Companheiros Moronciais.
   7. Os Companheiros do Paraíso.

  C. Os Espíritos Ministradores.

  1. Os Supernafins.
  2. Os Seconafins.
  3. Os Tertiafins.
  4. Os Omniafins.
  5. Os Serafins.
  6. Os Querubins e os Sanobins.
  7. Os Intermediários.





continua aqui em: VI. OS DIRETORES DE POTÊNCIA DO UNIVERSO.



fonte:
http://www.truthbook.com/index.cfm?linkID=1920

publicado por luzdecuraeamor às 22:27
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

Princípios do Reiki: Hoje eu abandono a raiva----- Hoje eu abandono as minhas preocupações------ Hoje eu conto com todas as minhas bênçãos------ Hoje eu honro os meus pais, o meu próximo, os meus mestres e os meus alimentos------ Hoje eu ganho a minha vida honestamente------ Hoje eu sou gentil com todas as criaturas vivas------

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Pensamento de 3 de Janeir...

. Energia e Astrologia do d...

. CHEQUES DA ABUNDÂNCIA - F...

. Pensamento 2 de Janeiro d...

. Pensamento 1 de Janeiro d...

. Mensagem de Mãe Maria

. SUA CENTELHA DE DIVINDADE...

. ATIVAÇÃO para 10.10.2010 ...

. Corrente Portal de 10 de...

. Por que a arruda funciona...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.links

.arquivos

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008


.tags

. -

. 2010

. a

. anael

. anjos

. arcanjo

. as

. através

. autres-dimensions

. benção

. canalização

. canalizada

. com

. da

. de

. deus

. do

. dos

. e

. em

. fevereiro

. hilarion

. janeiro

. luz

. mãe

. maria

. marlene

. meditação

. mensagem

. mensagens

. mestre

. mestres

. miguel

. o

. oração

. os

. para

. pensamento

. por

. salusa

. todas as tags

.recomendados

DominiodosAnjos